fbpx
Cidade

Minas Consciente: microrregião de Viçosa continua na onda verde

O Programa Minas Consciente, do Governo estadual, atualizou os status das regiões, conforme os indicadores da doença. Viçosa aderiu ao programa em setembro e pertence à uma das microrregiões do programa que permanecem na onda verde. Nesta faixa, estão permitidas atividades comerciais não essenciais e com alto risco de contágio.

Conforme deliberação nº 97, emitida em 28 de outubro de 2020 pelo Governo de Minas Gerais, são permitidos, por exemplo, eventos com até 500 pessoas em espaço aberto que comporte uma pessoa a cada 4m² ou em espaço fechado que comporte uma pessoa a cada 10m², respeitadas as regras sanitárias. Além disso, também são permitidas atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo; cinemas, bibliotecas, museus, arquivos; parques, zoológicos e jardins; feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê; parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca; bares com entretenimento (shows e espetáculos); serviços de colocação de piercings e tatuagens.

Cabe à Prefeitura fiscalizar e estabelecer regras complementares ao programa, para garantir as normas de prevenção e segurança e minimizar o contágio. O exemplo é a lei municipal nº 2.816/2020, que torna obrigatório o uso de máscara em espaços públicos.

Segundo o Secretário de Saúde, Marcus Schitini, ao aderir ao programa, o município leva em consideração as deliberações sobre a microrregião para tomadas de decisão a respeito da manutenção ou proibição de serviços não essenciais. “É importante frisar que nas últimas semanas temos intensificado as campanhas pedindo para a população tomar os cuidados necessários para que Viçosa permaneça na onda verde do programa. Cidades da macrorregião como Manhuaçu e Ponte Nova regrediram para a onda amarela” alertou ele.

Macrorregião regride para onda amarela

A Macrorregião Leste do Sul, do Minas Consciente, que inclui municípios como Viçosa, Ponte Nova e Manhuaçu, regrediu nesta semana para a onda amarela do programa. A atualização passa a valer no sábado (21). Mesmo com Viçosa permanecendo na onda verde, a Secretaria de Saúde entrou em alerta em função do aumento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Nas últimas semanas, a média móvel do município registrou uma alta no número de novos casos confirmados por dia. Desde que aderiu ao programa, a menor média móvel registrada no município foi de 2,4 casos em média por dia, no dia 02 de outubro. No sábado (21), a média móvel chegou a 8,1 casos por dia em média nos últimos 7 dias. E na sexta, o município bateu o recorde de casos positivos em 24 horas.

A taxa de isolamento social chegou a 34% nesta semana, o menor índice registrado desde o início da pandemia. “É um dos quadros mais críticos, se considerarmos toda a região. Os leitos hospitalares, atualmente disponíveis em Viçosa, podem ser solicitados por outros municípios em caso de novo surto da doença. Por isso, mesmo com o controle que fazemos aqui, corremos o risco de regredir para ondas mais restritivas do programa”, afirma Marcus Schitini.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo