fbpx
Cidade

Comerciantes fazem manifestação pacífica reivindicando a reabertura dos comércios não essenciais em Viçosa

Na manhã dessa segunda-feira (07), um grupo de comerciantes de Viçosa estão reunidos no Calçadão, em frente a Câmara Municipal de Viçosa reivindicando o retorno das atividades não essenciais no município.

Nessa quinta-feira (03), o prefeito de Viçosa, Ângelo Chequer, assinou um decreto exigindo o fechamento dos comércios não essenciais, visto que o município se enquadra atualmente nas diretrizes da macrorrregião Leste do Sul do Minas Consciente, que foram atualizadas para onda vermelha.

Contudo, muito comerciantes evidenciam que a microrregião de Viçosa ainda enquadra-se na onda verde. Na ultima sexta-feira (04), os comerciantes fizeram uma carreata pelas ruas da cidade e nesse sábado e segunda continuam com ato a fim de obter esclarecimentos da administração municipal a respeito do retorno das atividades e da garantia de empregos no município, visto que, principalmente, no mês de dezembro as compras se intensificariam com o período natalino.

De acordo com Pedro Galvão, um dos organizadores do evento, eles buscam nesse momento o diálogo com a prefeitura. Segundo ele, as decisões devem ser tomadas em conjunto, ampliando o debate entre os comerciantes, os hospitais, a polícia e o Ministério Público, a fim de garantir a melhor opção para ambas as partes e garantindo tanto o direito à saúde quanto a seguridade dos empregos na cidade.

O atual vereador Geraldão, também esteve na manifestação dessa segunda-feira e apontou que é necessário se reivindicar de forma pacífica para garantir os direitos dos cidadãos e que ele como representante do povo, consumidor e trabalhador apoia tais ações, com intuito de ampliar o diálogo e a democracia.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Viçosa, os manifestantes protocolaram um documento com reivindicações, que será analisado pelo Prefeito nessa segunda-feira (07).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo