fbpx
UFV

Dissertação de pesquisadores da UFV conquista prêmio do Ministério da Defesa

A dissertação do mestre em Engenharia Agrícola pela UFV Lucas Sampaio Lopes conquistou o segundo lugar no Prêmio Tiradentes, realizado pelo Ministério da Defesa, com a participação da Capes. Em sua primeira edição, foram recebidos 244 trabalhos, sendo 132 teses e 112 dissertações, com temas relacionados à Defesa Nacional. A cerimônia de premiação das quatro melhores dissertações e teses aconteceu na tarde desta quarta-feira (16), em Brasília, e contou com a participação do reitor da UFV, Demetrius David da Silva.

Intitulado Avaliação do potencial de recuperação energética de lodo e biogás provenientes de reatores UASB tratando esgoto doméstico no estado do Paraná, o trabalho premiado foi orientado pelo professor do Departamento de Engenharia Agrícola André Pereira Rosa e coorientado por Gustavo Rafael Collere Possetti, da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), que contribuiu com apoio científico e técnico para a dissertação, dentro do termo de cooperação firmado entre a UFV e a Sanepar, no ano de 2018.

A pesquisa partiu da constatação de que há desperdício do valor energético do lodo e do biogás, principais subprodutos gerados no tratamento de esgoto por reatores UASB (em português – Reatores Anaeróbios de Fluxo Ascendente), de forma recorrente, sendo o lodo enviado para aterros sanitários e o biogás, queimado.

Nesse contexto, a dissertação buscou propor uma contribuição prática, visto que no Brasil 37% das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) utilizam reatores UASB, embora a recuperação energética do biogás aconteça ainda em poucas unidades. Os pesquisadores escolheram o estado do Paraná (PR) para o trabalho por apresentar o maior número de ETEs com reatores UASB e pelos investimentos em pesquisa e inovação tecnológica da Sanepar para a busca de avanços em termos de sustentabilidade energética no tratamento de esgoto.

Foram analisadas 182 ETEs operadas por reatores UASB no PR, com o uso de modelagem matemática e de sistema de informação geográfica (SIG) para estimar o potencial energético das ETEs, assim como propor a distribuição espacial desse potencial em mapas temáticos para o estado.

Resumidamente, os resultados indicaram que o biogás é o principal subproduto gerado pelos reatores UASB e, se aproveitado para conversão à eletricidade, poderia suprir a demanda energética de uma cidade de 111 mil habitantes. A energia advinda da queima direta do biogás possibilitaria também a secagem do lodo a uma umidade final de 10%. Foi apontado ainda que o PR recupera somente 0,4% do potencial energético do biogás disponível.

De acordo com André Pereira Rosa, “o emprego das ferramentas utilizadas na pesquisa pode contribuir de forma efetiva para os estudos de autossuficiência energética das ETEs, assim como favorecer a tomada de decisão das companhias de saneamento no gerenciamento dos subprodutos (lodo e biogás)”.

Para Lucas Lopes, ter a dissertação selecionada em um Prêmio que estimula a produção de pesquisas que contribuam para a formulação de políticas públicas na área de Defesa Nacional “representa um reconhecimento enorme, por tudo que vem buscando desde a aprovação no vestibular da UFV”. Ele destacou que não esperava receber um prêmio dessa magnitude e que tal conquista é também um “reconhecimento para todos os pós-graduandos que buscam e lutam pela ciência e pela melhoria da qualidade de vida da sociedade brasileira”. O pesquisador agradeceu ainda aos seus pais Ilva e Paulo, ao irmão Gustavo, à companheira Júlia, a Deus, à UFV, ao seu orientador e coorientador, à Sanepar, à Capes e ao Ministério da Defesa “pelo incentivo à pesquisa em favor da sociedade”.

Devido à pandemia, os autores não puderam comparecer presencialmente à cerimônia de premiação, mas foram representados pelo reitor da UFV, que recebeu o Prêmio das mãos do secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, general Manoel Luiz Narval Pafiadache, e do presidente da Capes, Benedito Guimarães Aguiar Neto.

Fonte: UFV.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo