fbpx
Cidade

Lojista usa Tribuna para debater sobre possível demolição do Shopping Chequer em Viçosa

Em meio à reunião Ordinária desta terça-feira (15), fez uso da Tribuna Livre a lojista Marcilene Lopes da
Cunha, enquanto representante da associação de comerciantes do Shopping Chequer, para tratar da
possível demolição do imóvel, que veio a ser permitida com a aprovação da Lei nº 2823/2020, de autoria
do Prefeito Municipal, Ângelo Chequer (PSDB). Tal legislação estabelece o Plano de Mobilidade Urbana
do Município, aprovada pela Câmara em reunião Ordinária do dia 26 de novembro de 2019.

Demonstrando preocupação, Marcilene afirmou ter ouvido do prefeito que o mesmo busca alterar, hoje, o
Plano de Mobilidade, indicando uma potencial demolição do espaço, que abriga 37 lojas atualmente. “Me
gera aflição a possibilidade de que empreendedores como eu fiquemos desempregados, pois
dependemos do comércio para sustentar nossas famílias. Além da necessidade de adaptação nesse
momento de pandemia, vivemos tal dificuldade”.

Em falas complementares, os vereadores Helder Evangelista (Cherinho) (PSL), Brenda Santunioni
(Patriota), Edenilson Oliveira (PSD), Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (Avante) e Antônio Elias Cardoso
(PODE), Presidente da Casa Legislativa, esclareceram o caso. Primeiramente, destacaram o fato de o
projeto envolve outras providências para o Município, na esfera de mobilidade, e que a autoria é do
prefeito, o que lhe confere a responsabilidade pelas medidas adicionadas na legislação. Outro ponto
abordado é que tal demolição não pode ocorrer, segundo a própria Lei, sem que as lojas sejam
realocadas.

Ademais, Geraldão afirmou que contatou anteriormente Ângelo Chequer, o qual informou
sobre a elaboração de um documento para alteração da matéria, mas que ainda não encontra-se na Casa,
o que pede atenção dos parlamentares às próximas iniciativas envolvendo a questão.

Fonte: Câmara de Viçosa.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo