fbpx
Cidade

Preço da passagem do ônibus sobe para R$ 3,00 em Viçosa

Na última terça-feira, 22, o reajuste tarifário do transporte público coletivo do Município de Viçosa, atualmente explorado pela Viação União, foi aprovado pela Comissão Municipal de Trânsito e Transporte. Os especialistas concluíram que o viável seria um aumento de 10,63% na tarifa atual, passando de R$ 2,75 para R$ 3.

Para Roberto Magno Cordeiro Junior, representante da empresa concessionária, outras variáveis como, a entrada de novos concorrentes, como é o caso dos motoristas por aplicativo e a depreciação da frota deveriam ter sido consideradas também. Contudo, ele concordou com a proposta e pediu uma nova análise em um prazo de até seis meses até que se defina a questão da pandemia do novo coronavírus.

O diretor de trânsito da Prefeitura de Viçosa e vice-presidente da comissão, Lidson Lehner Ferreira, disse que a comissão não define reajuste de tarifas e que apenas opina sobre a proposta apresentada. Ressaltou que o reajuste foi aprovado contrariando acordo firmado entre o município e a empresa, inclusive, no novo contrato de prestação de serviços.

Segundo Lidson, enquanto durar a situação de calamidade pública, durante a pandemia, não poderia ser concedido nenhum tipo de reajuste da tarifa. Entretanto, a proposta foi aprovada na comissão por 10 votos a favor dos R$ 3 e com as abstenções do vereador eleito Marcos Fialho e de Gabriel Rodrigues Gomes. O novo valor passa a valer imediatamente após a assinatura do decreto lei, pelo prefeito Ângelo Chequer.

Cálculo da alteração da passagem

Conforme estudo apresentado pelos professores Adriano Provezano Gomes e Evonir Pontes de Oliveira, do Departamento de Economia da UFV (Universidade Federal de Viçosa), a pedido da Prefeitura de Viçosa, a análise dos custos operacionais da empresa e a formação dos preços das passagens ocorreu da seguinte forma:

– A avaliação dos professores foi baseada no longo período sem reajustes (o último foi em 15/04/2019);

– Na queda de 73% no número de passageiros transportados;

– No aumento de 59,9% na distância percorrida pelos ônibus;

– Aumento de 51,1% nos custos operacionais da empresa, o que representou um aumento de 79,6% no custo operacional por passageiro transportado.

Fonte: Folha da Mata.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo