fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Microrregião de Viçosa continua na Onda Amarela do Minas Consciente

O Comitê Extraordinário COVID-19 de Minas Gerais manteve a microrregião de Viçosa na Onda Amarela do Plano Minas Consciente. A medida, publicada nesta quinta-feira (14) no Diário Oficial do Estado, é válida para o período de 16 a 23 de janeiro. A avaliação leva em conta dados como a ocupação hospitalar de leitos de UTI, a velocidade do avanço da doença e a taxa de incidência.

Já a macrorregião Leste do Sul, composta pelas microrregiões de Manhuaçu, Ponte Nova e Viçosa, continua enquadrada na Onda Vermelha. O plano permite a cada prefeito a liberdade de escolher qual onda irá seguir, a da macro ou a da microrregião. Em Viçosa, o prefeito Raimundo Nonato Cardoso (PSD) optou por seguir as recomendações para a microrregião, por meio do Decreto nº 5.608/2021, publicado no dia 4 de janeiro.

Inconsistência nos Dados

O site do Plano Minas Consciente apresentou inconsistência nos dados divulgados na manhã desta quinta-feira, 14, em relação à cidade de Viçosa. O mapa gerado pela ferramenta Power BI mostra a cidade enquadrada na Onda Vermelha, tanto pela micro quanto pela macrorregião. Já o relatório de transparência e a tabela de indicadores mostra que o Comitê Extraordinário Covid-19 orientou pela permanência da microrregião na Onda Amarela.

A reportagem do Folha da Mata fez contato com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, que reconheceu a inconsistência e confirmou que o dado correto é o que costa no relatório de transparência. Informou ainda que o erro na ferramenta Power BI será corrigido.

Atualização 12h20: o erro foi corrigido e o mapa passa a mostrar a microrregião de Viçosa corretamente na Onda Amarela.

Onda Amarela

A Onda Amarela não permite a realização de eventos como shows, produção teatral, musical, de dança, congressos e exposições. Cinemas, bibliotecas, museus, casas de festas, bufê e serviços de colocação de piercings e tatuagens também devem permanecer fechados. Os bares podem funcionar, mas sem entretenimento (shows e espetáculos).

Confira abaixo a lista do que pode funcionar na Onda Amarela:

  • Bares (consumo no local);
  • Autoescolas e cursos de pilotagem;
  • Salões de beleza e atividades de estética;
  • Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;
  • Papelarias, lojas de livros, discos e revistas;
  • Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;
  • Comércio de itens de cama, mesa e banho;
  • Lojas de móveis e lustres;
  • Imobiliárias;
  • Lojas de departamento e duty free;
  • Lojas de brinquedos;
  • Academias (com restrições);
  • Agências de viagem;
  • Clubes;
  • Supermercados, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência;
  • Restaurantes e bares (somente para delivery ou retirada no balcão);
  • Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
  • Serviços de ambulantes de alimentação;
  • Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
  • Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
  • Vigilância e segurança privada;
  • Serviços de reparo e manutenção;
  • Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
  • Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
  • Construção civil e obras de infraestrutura;
  • Comércio de veículos, peças e acessórios automotores;
  • Além de qualquer atividade que possa ser feita a distância, por delivery ou sem a entrada dos consumidores nos estabelecimentos.

 

Fonte: Folha da Mata

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo