fbpx
Cidade

Vereadora encontra irregularidades em vistoria no Centro de Zoonoses

Como defensora da causa animal e, agora, representante da população na Casa Legislativa, a
Vereadora Marly Januário (PSC) realizou, nesta quarta-feira (13), uma visita técnica no Centro de
Zoonoses de Viçosa com a finalidade de ver o andamento das obras. A parlamentar ainda
reuniu-se no local com representantes da Secretaria de Obras da Prefeitura para conferir
detalhes do projeto no documento. O Presidente da SOVIPA, Edson Carocci, também esteve
presente.

Em 2019 o Centro de Zoonoses ganhou força na Casa Legislativa, sendo conquistada uma
emenda parlamentar no valor de R$ 250 mil reais junto ao Senador Antônio Anastasia (PSDB),
por  intermédio da Vereadora à época Brenda Santunioni, para o desenvolvimento da causa.
Em 2020 teve as suas tramitações encerradas no dia 10 de março e logo deram-se início as
obras. Atualmente, o projeto encontra-se em fase de construção, sem uma estimativa exata de
seu encerramento.

De acordo com a Vereadora Marly, o Centro de Zoonoses é um espaço para promover a saúde
e a reintegração do animal e não um local para acumulá-los ou despejá-los, como um canil.
Dentre as ponderações feitas por ela estão: a quantidade exagerada de animais por m², a qual
excede a quantidade ideal para uma boa estadia do animal; a falta de espaços de integração e
contato com a natureza e a falta de setores para atender animais que não sejam cães e gatos.
“Temos que pensar nas necessidades básicas dos animais porque isso é um direito de todos,
desde a uma boa estadia até uma alimentação saudável. Isso é o mínimo”, afirmou.

Outras irregularidades foram encontradas no setor cirúrgico, como a falta de uma ala para
esterilização, e no setor de depósito, este sendo pequeno para o controle mensal de rações. De
acordo com Marly, “dificilmente o Centro Médico Veterinário (CMV) aprovaria o funcionamento
do Centro se ele for inaugurado do jeito em que se encontra”. No mais, a vereadora pediu para
que fosse estudada a viabilidade de instalar um serviço de compostagem utilizando as fezes
dos animais do Centro de Zoonoses, ação que pode render recursos para a instituição e não
agredir o meio ambiente.

Por fim, como encaminhamentos da visita técnica e reunião com os representantes do
Executivo, Marly pediu para que lhe fosse enviada uma cópia do projeto para mais apurações e
afirmou que irá solicitar uma reunião com o Instituto de Planejamento e Meio Ambiente do
Município (IPLAM) para avaliar todos os levantamentos que fez. “Meu objetivo não é prejudicar
o andamento da obra, mas sim garantir que ela seja inaugurada cumprindo a todas as
exigências da Câmara e, principalmente, sendo um local de excelência para os animais que
precisarem passar pelo Centro”, salientou.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo