fbpx
UFV

Nasa destaca índice realizado por professora da UFV sobre degradação em mangues da América Central

imagem do dia divulgada pelo site da Nasa Earth Observatory, nesta quinta-feira (14), integra o índice que a professora do Departamento de Engenharia Florestal da UFV Cibele Hummel do Amaral está desenvolvendo dentro das atividades do seu pós-doutorado na Nasa Goddard. O trabalho tem como objetivo captar a degradação em mangues da América Central/Caribe após a passagem de furacões.

De acordo com o site da Nasa, que trouxe uma reportagem especial acompanhando a imagem de destaque, a América Central experimentou uma de suas temporadas de furacões mais intensas em 2020, que interferiu na paisagem e, principalmente, em alguns ecossistemas de mangue. Diante disso, usando dados de satélite e imagens de drones, cientistas da Nasa e de outras instituições internacionais têm avaliado os danos aos manguezais da temporada de furacões de 2020.

Dentre os pesquisadores está Cibele Hummel do Amaral, que, entrevistada para a reportagem, citou a UFV e destacou que, com as análises da equipe de pesquisadores, será possível “separar os diferentes componentes da superfície e entender melhor a dinâmica do mangue após um furacão.”

A equipe continuará a monitorar os danos via satélite e por meio de trabalho de campo pelos próximos dois anos no projeto COastal biodiversity RESilience to increasing extreme events in Central America (Corescam). Financiado pela Fundação BNP Paribas, o Corescam reúne cientistas da Nasa, do Smithsonian Institution, da Audubon Society, da East Carolina University e de universidades internacionais e instituições de pesquisa, o que inclui a UFV, sob interveniência da Sociedade de Investigações Florestais (SIF). O intuito é entender melhor como os manguezais e recifes de coral estão respondendo a eventos climáticos extremos para fornecer dados sobre priorização de ações de restauração.

reportagem completa está disponível no site da Nasa.

Fonte: UFV.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo