fbpx
CidadeObras

Revitalização da Bueno Brandão em pauta na Rádio Montanhesa

Diretor e Chefe de trânsito explicam como funcionará o trânsito durante as obras de revitalização da avenida.

Confira entrevista na íntegra, clicando abaixo:

Na manhã desta quinta-feira (28), os jornalistas Alan Leal e Júlio César entrevistaram o diretor de trânsito de Viçosa, Cleber Picanço, e o chefe de segurança no trânsito, Renaldo Faria, à respeito das obras na Avenida Bueno Brandão, mais conhecido como Balaústre, que irão se iniciar na próxima segunda-feira (01).

A obra terá início na Praça Emílio Jardim e terminará próximo a Praça Mario Del Giudice e um profissional do trânsito estará orientado quem pode ou não pode passar pelo local e de que maneira pode ser feito.

logística do trânsito na avenida durante a obra

De acordo com o diretor de trânsito, a via estará totalmente fechada para o trânsito na parte alta da avenida e, por isso, ele será desviado para a parte de baixa, se tornando mão dupla. Cleber Picanço ressaltou que a via estará bem sinalizada, divididas com gradis e cones que refletem a luz durante a noite, e placas atualizadas. Além disso, segundo o diretor, um agente de trânsito estará de plantão durante o horário de pico.

Vale ressaltar ainda que, com o intuito de facilitar a circulação, a Secretaria de Obras da Prefeitura retirou, momentaneamente, a rotatória da Emílio Jardim e o “bico” em frente a estação, próxima ao semáforo. Mas, essas mudanças são apenas provisórias e, com o fim das obras, tudo voltará ao normal.

Em relação aos moradores que moram da parte de cima do Balaústre, trabalhadores e entregadores, o acesso aos locais de destino será feito através da contramão, para que ninguém seja prejudicado.

Estacionamento do lado esquerdo será retirado

De acordo com o chefe de segurança no trânsito, os estacionamentos ao lado do Balaústre, ou seja, do lado esquerdo da rua Benedito Valadares, serão retirados para facilitar o deslocamento de veículos no local. Além disso, nas proximidades da Estação, indo em direção a Praça Mario Del Giudice, o estacionamento do lado esquerdo também será retirado.

Cabe pontuar ainda que a feira não acontecerá mais na Estação Cultural Hervé Cordovil, e deverá ser transferida para a Praça Silviano Brandão. No local da antiga feira, a circulação de veículos permanece em mão única.

Trabalhadores locais não serão prejudicados

Ainda segundo Renaldo Faria, quem tem comércio no local onde a obre será realizada não será prejudicado. Por exemplo, os estacionamentos de fretes que ficam por lá serão realocados à medida que a obra avança e é concluída nas proximidades.

Ele ainda conclui pedindo para que quem puder, evite passar pelo local durante as obras.

“Para quem puder, evite passar pela região durante a obra e usem as rotas alternativas, mesmo que a distância aumente um pouco, para que possamos entregar um trabalho bem feito. Peço ainda que os motoristas tenham paciência no trânsito, já que é um é um transtorno inicial, mas que em poucos dias todo mundo estará bem habituado.”, disse Renaldo.

Futuro

De acordo com o diretor de trânsito, ideia é modernizar a cidade e facilitar a vida da sociedade no futuro, mas atender sempre o coletivo, e não o individual. Ainda segundo ele, todos os formulários pedidos pela população serão analisados e, se estiver dentro da lei, será avaliado e estudado a possibilidade de realização das melhorias pedidas.

Em relação a Milton Bandeira e a possibilidade de implantação de mão dupla, o chefe de segurança afirma que é necessário analisar a situação, ver a viabilidade e fazer uma simulação. Ou seja, não mudar de uma hora para outra.

“Para se colocar uma mão dupla é necessário retirar os estacionamentos de um dos dois lados, ou dos dois. E talvez não é viável. Por isso é necessário fazer uma simulação, deixar por uma semana, para ver se o que for preciso será atendido.”, completou

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo