fbpx
Minas Gerais

Criada ‘Frente Mineira’ pela vacina contra a Covid-19

O movimento está sendo liderado por Ubá e já conta com a adesão de quase 100 cidades das regiões Central, Sul, Norte e Zona da Mata do Estado.

Ubá está liderando um movimento municipalista pela fabricação da vacina contra a COVID-19 no Estado de Minas Gerais pela FUNED (Fundação Ezequiel Dias). Denominada “Frente Mineira pela vacina Covid-19”, a iniciativa já conta com a adesão de quase 100 cidades das regiões Central, Sul, Norte e Zona da Mata do Estado.

Na última terça-feira (02), foi oficializada a frente envolvendo prefeitos, vice-prefeitos, secretários e presidentes de câmaras. Estavam presentes, da Regional ZM, representantes de dez municípios (Ponte Nova, Ubá, Rio Pomba, Visconde do Rio Branco, Tocantins, Rodeiro, Guarani, Itamarati de Minas, Divinésia e Rio Novo) e quinze municípios de forma virtual.

Na plenária de criação, o Secretário de Governo de Ubá, Vinícius Samôr, destacou que “A Frente Mineira pela Vacina Covid-19, buscará o protagonismo dos municípios para um acordo entre o Governo de Minas, o Ministério da Saúde e um laboratório internacional capaz de transferir os insumos e a tecnologia para a produção da vacina contra a Covid-19 pela FUNED, visando atingir os objetivos do Programa Nacional de Imunizações do SUS”.

Imagem: Divulgação

O prefeito de Ubá, Dr. Edson Teixeira entregou, também no último dia 2, o ofício da criação da Frente e as solicitações de parcerias para a concretização da medida para o Governador de Minas Romeu Zema.

Com uma longa trajetória e tradição de mais de um século na produção de vacinas e soros, a FUNED (Fundação Ezequiel Dias) tem protagonismo nesse campo e poderá, em conjunto com um laboratório internacional e o Ministério da Saúde, ressaltando a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro como a base de sustentação do desenvolvimento, produzir ainda neste semestre a vacina contra a COVID-19 para atender a demanda de imunização da população.

O parque fabril da FUNED pode cumprir metas muito próximas às colocadas pelo Instituto Butantan (SP) na produção da vacina para a COVID-19, formando com este e com a Fiocruz uma rede que não só daria conta das demandas nacionais, mas poderia cobrir parte das carências internacionais.

Dotada de profissionais qualificados de equipamentos e instalações adequadas, a FUNED tem sido superavitária em suas atividades. Só em 2020, a Instituição colocou no “caixa único” do estado cerca de R$ 750 milhões, sendo que seu custo não ultrapassou R$ 450 milhões.

A FUNED faz parte do SUS e é referência nacional e internacional na produção de vacinas e no desenvolvimento de pesquisa científica. Com parques tecnológicos bem equipados, produz, com exclusividade na América Latina, a “talidomida”, medicamento usado no tratamento da hanseníase.

Além disso, é o único laboratório em Minas Gerais que produz soros anti-peçonhentos, antitóxicos e antivirais, além de ser o único laboratório público fornecedor da vacina contra meningite C para o Ministério da Saúde.

Na próxima semana, o movimento trará a Minas especialistas da área e representantes de laboratórios internacionais para audiências na Assembleia Legislativa do Estado, na Secretária de Estado de Saúde e Subsecretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo