fbpx
CidadePolícia

“Trabalhamos no fator de qualidade, e não quantidade.”, diz Tenente Coronel de Viçosa

Em entrevista ao Jornal da Montanhesa, o novo comandante da PM de Viçosa conversou sobre mudanças e planos para a cidade.

O comandante da 10ª Companhia da Polícia Militar de Viçosa, Tenente Coronel Gledson Bruno Píramo da Silva, concedeu uma entrevista ao Jornal da Montanhesa desta terça-feira (16), e disse sobre suas impressões e planos futuros para a cidade.

Nesse sentido, em relação as abordagens e operações policias que estão sendo realizadas por suas tropas, o Tenente Coronel disse que preza pela qualidade, e não pela quantidade. Isso porque, para ele, não adianta pedir para que seus homens façam 80 ou 100 operações em que o saldo final não seria tão positivo.

“Para mim, é mais viável um abordagem pontual e incisiva, para tirar um individuo, que comete vários crimes, da rua ou recuperar um veículo, fruto de um crime, e devolver ao patrimônio da pessoa que teve esse veículo roubado ou furtado. Então prezamos muito pelo fator qualitativo e não quantitativo.”, afirmou o comandante.

Carteira de Periodicidade

Entre outros projetos e mudanças que o Tenente conseguiu promover em pouco tempo no comando, ele citou a possibilidade da criação de uma “Carteira de Periodicidade”. Segundo ele, seria uma ferramenta de controle e monitoramento de um cidadão que está cumprindo seu regime de cadeia fora do cárcere.

Portanto, ele teria que estar sempre portando essa carteira. No entanto, caso esteja descumprindo algo desta carteira ou não esteja com ela no momento da abordagem policial, isso seria relatado ao Poder Público para a execução penal. Com isso, o cidadão sofreria questões administrativas, como sair da rua e voltar para o cárcere.

Mudança na escala de serviço

Outra mudança também promovida pelo novo comandante foi a da escala de serviços. De acordo com o Gledson Píramo, eles readequaram o ciclo da escala de trabalho. Por conta dessa adequação, há a possibilidade de agrupar mais equipes por turno.

“Antes, era empregado duas ou três viaturas por turno. Hoje, vamos conseguir chegar a 11 equipes por turno de serviço.”, confirmou.

O Tenente Coronel ainda afirmou que está lançando o pessoal da administração na rua, cumprindo o expediente da parte da manhã no quartel e na parte da tarde na rua. Por outro lado, a equipes que ficaram a tarde na rua, ficam a parte da manhã no expediente. Ou seja, com isso, Viçosa possui duas equipes de administração para suprir o policiamento geral nos principais corredores de Viçosa.

Além disso, graças às readequações feitas, foi possível suplementar o policiamento, principalmente na área central e comercial do município. Também houve o ganho três forças de manobras, para que seja feito o apoio das outras nove cidades que fazem parte da Companhia da PM, e mais uma equipe para o patrulhamento rural.

Por fim, o novo comandante afirmou que ele também conta com a equipe de “Recobrimento Tático”. Essa, é uma missão de foco mais repressivo na apreensão de armas, drogas, recaptura de foragidos da justiça e combate ao tráfico.

Registros do Carnaval

Em relação ao período de Carnaval, Gledson confirmou que o período está se encerrando sem nenhum registro de crimes violentos. Além disso, como comparação, ele citou que neste mesmo período do ano passado, já haviam sido registrados 47 crimes violentos. Hoje, por outro lado, apenas 10 registros foram realizados.

Recursos da PM

Quando questionado sobre os seus recursos para a realização do trabalho local, ele afirma que está satisfeito com o que tem em mãos de recursos humanos e logísticos.

“A gestão tem que exercer sua atividade dentro das suas demandas. Com o que eu tenho hoje, eu consigo realizar uma boa atividade.”, afirmou o Tenente Coronel.

Já em relação a possível chegada do Batalhão da Polícia em Viçosa, Gledson pontuou que é bem-vinda. Mas que quando há uma unidade a esse nível, é necessário mais recursos administrativos. Portanto, caso não haja um acréscimo no número de policiais, seria necessário retirar alguns de seus homens das ruas.

Chegada de universitários e cuidados da população

Ainda é cedo para uma programação de volta às aulas presenciais em meio a uma pandemia. No entanto, o Tenente afirma que eles estão aguardando os estudantes com muito carinho. Além disso, ele ainda alerta os estudantes e a população para se prevenirem contra a criminalidade.

De acordo com ele, andar em ruas pouco iluminadas, com mato, em horários inapropriados e sem acompanhamento favorece a prática do delito por parte de criminosos. É o que eles chamam de “vitimização”, que aumenta, em tese, a sensação de insegurança.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo