fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Viçosa continua na onda vermelha, mas deve adotar medidas da onda roxa do Minas Consciente

Prefeito deve assinar novo decreto na segunda-feira, 8

A reunião do Coes de Viçosa (Centro de Operação de Emergência em Saúde), acontecida na tarde desta sexta-feira, 5, deliberou sobre a manutenção do município na Onda Vermelha do Plano Minas Consciente, mas adotando medidas mais restritivas utilizando o protocolo da Onda Roxa divulgado no último dia 3, pelo governador, Romeu Zema.

Essa nova modalidade de adoção de um sistema de critérios e protocolos sanitários para conter a propagação da pandemia do novo coronavírus prevê medidas mais restritivas orientadas pelo estado às prefeituras que estão à beira do colapso do sistema de saúde. Em Viçosa, nesta sexta-feira, 5, dos 11 leitos de UTI Covid-19 ofertados, apenas dois estavam disponíveis.

As novas medidas serão oficializadas, por decreto, a ser assinado pelo prefeito Raimundo Nonato Cardoso, na próxima segunda-feira, 8.

De acordo com o protocolo previsto pela Onda Roxa, podem funcionar apenas os serviços essenciais. As cirurgias eletivas são suspensas e a circulação de pessoas fica restrita ficando sujeita a população à obediência do toque de recolher das 20 às 5 horas.

A circulação de pessoas sem máscaras fica proibida em qualquer espaço público ou de uso coletivo, ainda que privado. Ninguém com sintomas de gripe pode sair de casa, a menos que esteja indo para uma consulta médica. Ficam proibidos os eventos públicos ou privados e as reuniões presenciais, inclusive entre parentes que não morem na mesma casa.

A implantação de barreiras sanitárias de vigilância é medida que pode ser adotada, juntamente com a exigência dos CPF’s para atividades comerciais. Os bares e restaurantes poderão ser fechados, permitindo apenas o funcionamento por delivery.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo