fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Secretário de Saúde de Viçosa fala sobre a Onda Roxa no município

Júlio Cotta falou sobre as novas medidas, fiscalização e também sobre a chegada de novas vacinas ao município na semana que vem.

O secretário de Saúde de Viçosa Júlio Cotta concedeu uma entrevista na manhã desta quarta-feira (17) ao Jornal da Montanhesa para sanar algumas dúvidas e explicar pontos da Onda Roxa do Minas Consciente, a qual Viçosa entrou hoje.

Tentando passar um “pente fino” sobre as principais normas, Júlio ressaltou que só está liberado o funcionamento de comércios essenciais, como lojas de informática, padarias, açougues, mercados, postos de combustíveis, entre outros. Em relação às lojas de informática, o secretário ainda explicou que é necessário seu funcionamento pois, no momento atual, ela é fundamental para a realização dos trabalhos.

Em relação ao que ainda consta no decreto da Onda Roxa, está proibido a realização de eventos públicos ou privados e reuniões presenciais. Além disso, a feira-livre não funcionará, assim como salões de beleza, barbearias, escolas e academias não poderão abrir. A prática esportiva também está proibida.

Explicando um pouco mais sobre a decisão estadual, Cotta ressalta que, atualmente, Minas Gerais e o Brasil vivem um momento de superlotação de leitos nos hospitais. Além disso, os casos da doença têm aumentado cada vez mais e a faixa etária de pessoas que ficam doentes têm diminuído.

Júlio ainda ressalta que a ideia principal é evitar o fluxo de pessoas nas ruas. No entanto, caso seja necessário, o município pode adotar medidas ainda mais restritivas.

“Hoje, observamos que ainda há muito fluxo de pessoas na rua. Se percebermos que esse decreto não está surtindo efeito, podemos estabelecer medidas mais restritivas ainda para evitar esse fluxo de pessoas.”, afirmou o secretário.

Fiscalização

De acordo com o secretário de Saúde, por mais que as normas sejam estaduais, a fiscalização deve ficar por conta do município. Por isso, os meios estão sendo reavaliados. Segundo ele, algumas pessoas estão realocadas para auxiliar na fiscalização na cidade.

Além disso, ele afirmou que está sendo estabelecido critérios de multas para pessoas que infringirem as normas. Ou seja, os comércios considerados não essenciais que estiverem abertos, serão autuados de forma legal, podendo ser fechados e tendo seu alvará caçado.

Na semana passada, foram realizadas 154 vistoriais e 63 interdições. 30 nas regiões centrais e 33 nos bairros, sítios, zona rural e outras regiões de Viçosa.

No entanto, Cotta ressalta que neste primeiro momento estão sendo realizadas a orientação de pessoas e ainda estão em análise mecanismos legais para multarem que descumprir as normas do novo decreto.

“Operação Onda Roxa”

Júlio ainda afirmou que já há algumas semanas a “Operação Onda Roxa”, que conta com a Polícia Militar, Defesa Civil, Procon e Vigilância Sanitária foi iniciada para, justamente, ser realizada a fiscalização no município de forma mais efetiva.

Nesse sentido, ele ainda confirma que uma reunião com o Procon foi realizada para ser debatido o controle das filas para entrar no banco e nas lotéricas. De acordo com ele, há uma polemica sobre quem é responsável por elas. Mas, no entendimento dele, a responsabilidade é de quem está ofertando o serviço.

Mesmo assim, o Procon vai começar a ajudar nessa fiscalização.

Novas doses de vacina

Em relação a vacinação de pessoas, o responsável pela pasta da Saúde confirmou que o município buscará, amanhã, em Ponte Nova, as doses para se iniciar a vacinação de idosos com 78 e 79 anos. Vale lembrar que a vacinação dessas pessoas está marcada para quinta (79 anos) e sexta-feira (78), das 8h30min às 11h, no Espaço Multiuso da Universidade Federal de Viçosa.

Além disso, ele afirmou que existe uma expectativa de novas doses para a semana, e que elas estão vindo mais direcionado para faixas etárias definidas. Isso porque, existe uma meta do município para cumprir as faixas. Além disso, o Governo está cobrando para que Viçosa agilize para completar a faixa dos 70 anos até a semana que vem.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo