fbpx
Cidade

Saae testa servidores que tiveram contato com colegas infectados

Trabalhadores de serviços essenciais, como agentes de limpeza pública, operadores de estação de tratamento de água, agente de manutenção de água e esgoto, todos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Viçosa, SAAE, não puderam paralisar seus serviços em meio à pandemia. Coleta, varrição, leitura de consumo, operação de estações de tratamento de água, manutenções se tornam ainda mais essenciais, enquanto parcela da população de aguarda em quarentena em suas residências.

Profissionais de diversos setores da Autarquia enfrentam nas ruas os riscos de contraírem a doença para que a cidade seja atendida nos serviços de saneamento básico. Mesmo se tratando de trabalhadores em situação de risco iminente, estes profissionais não estão entre as prioridades de vacinação contra a COVID-19.

Segundo a Direção do SAAE-Viçosa foi comunicado através de ofício enviado à Secretaria de Saúde do Município a situação de risco que vivem os servidores, requerendo um plano de vacinação prioritária aos profissionais, diante de serviços que não podem ser paralisados, que vão desde o fornecimento de água tratada até a coleta de resíduos sólidos.

“Estamos trabalhando sim, mas com muita preocupação. A população precisa ser solidária com os trabalhadores da nossa categoria. Está difícil. Muito. Vamos pra rua, deixamos nossas famílias em casa e voltamos daquele jeito…”, desabafou agente de limpeza pública que preferiu não ser identificado.

Equipes da Secretaria de Saúde testam servidores do SAAE-Viçosa que tiveram contato com colegas infectados de COVID-19.

O SAAE diante de algumas suspeitas e afastamentos ocorridos desde o mês de fevereiro de 2021, redobrou as orientações e cuidados com a higiene e proteção de seus servidores. Adotou sistema de jornada de trabalho em escalas e acionou a vigilância epidemiológica do Município, que visitou a Autarquia fornecendo orientações sobre a situação.

No dia 23/03/2021, agentes da Secretaria Municipal de Saúde realizaram testes para COVID-19 entre servidores que tiveram contato com colegas testados positivos. Dos 15 testados nenhum apresentou resultado positivo e dois testaram que já haviam contraído a doença.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo