fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Viçosa: Idosos de 65 e 66 anos serão vacinados contra a Covid-19

O Setor de Atenção Primária em Imunizações, da Prefeitura de Viçosa, informa que na próxima semana acontecerá a vacinação dos idosos com 65 e 66 anos completos. Devido ao elevado número de idosos, a vacinação acontecerá em um novo formato e será utilizado o imunológico da AstraZeneca/Fiocruz.

Na terça-feira, 20, acontecerá a vacinação das pessoas que possuem 66 anos. Na parte da manhã, das 8h30 às 11h, serão vacinadas as mulheres. Já na parte da tarde, das 13h30 às 16h, será a vez dos homens com 66 anos.

Na quarta-feira, 21, será a vez das pessoas com 65 anos receberem a primeira dose da vacina. Na parte da manhã, das 8h30 às 11h, serão vacinadas as mulheres. Já na parte da tarde, das 13h30 às 16h, será a vez dos homens com 65 anos.

A aplicação ocorrerá no Espaço Multiuso da UFV (Universidade Federal de Viçosa), atrás do Centro de Vivência, e todos devem apresentar o cartão do SUS (Sistema Único de Saúde), CPF, documento de identidade e comprovante de residência. No local, serão recolhidos alimentos não perecíveis, de quem puder doar, para confecção de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Na próxima semana, também acontecerá aplicação de segunda dose em idosos. O cronograma completo será divulgado na segunda-feira.

Envio de doses

Nesta remessa, Viçosa conta com 1.650 doses da AstraZeneca/Fiocruz para a primeira aplicação de 47,04% de pessoas na faixa de 65 a 69 anos de idade e 0,5% de pessoas de 60 a 64 anos.

São 190 doses da Coronavac/Butantan para iniciar esquema de vacinação em trabalhadores da saúde (3%); forças de segurança, salvamento e armadas (6%); e pessoas de 60 a 64 anos (1,9%). Além de 920 doses, para completar o esquema de vacinação de trabalhadores da saúde (4%) e pessoas de 65 a 69 anos (23%).

A URS de Ponte Nova (Unidade Regional de Saúde) esclarece que a última entrega de doses feita ao município de Viçosa foi referente a 11ª remessa do Governo de Minas, que corresponde a 12ª do Ministério da Saúde. A divergência ocorreu porque, à ocasião, o Ministério da Saúde entregou a AstraZeneca como 2ª remessa e a Coronavac como 3ª remessa. Como foram entregas próximas, o estado distribuiu os dois imunológicos de uma só vez, considerando a entrega como 2ª remessa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo