fbpx
CidadeMinas GeraisRegiãoSaúde & Bem Estar

Em 2021 Minas Gerais já registrou mais de mil grávidas com coronavírus

Segundo o Ministério da Saúde, a doença tem sido mais comum em mulheres que estão no terceiro trimestre da gravidez e o vírus coloca em risco a vida da mãe e do bebê.

As mortes de grávidas e de mães de recém-nascidos por Covid-19 no Brasil preocupam. Em Minas Gerais, mais de 1.000 mulheres já tiveram a doença este ano.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença tem sido mais comum em mulheres que estão no terceiro trimestre da gravidez e o vírus coloca em risco a vida da mãe e do bebê.

De acordo com o último boletim epidemiológico, a maioria das gestantes (94,2%) que morreu com síndrome respiratória aguda grave, estava com Covid-19.

Metade das mortes em gestante no mundo são brasileiras. Alguns dados mostraram que as gestantes sintomáticas estão associadas a um risco maior de complicação em comparação às não gestantes, principalmente no que se refere a assistência ventilatória dessas mulheres.

Um levantamento do Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19 apontou que o número de mortes de grávidas e puérperas com a doença em 2021, já ultrapassou o total de mortes de todo o ano passado. Em Minas, o que preocupa é o aumento dos casos. em 2020, 1.141 grávidas pegaram o coronavírus. Neste ano já são 1.197.

Por causa dos riscos, o Ministério da Saúde recomendou que as mulheres adiem um pouco a gravidez e incluiu as gestantes e mulheres que tiveram bebê há menos de dois meses no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização (PNI). Em uma primeira fase, serão vacinadas aquelas que têm comorbidade.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo