fbpx
CidadeMinas GeraisRegiãoSaúde & Bem Estar

Nova remessa de vacinas contra a Covid são enviadas as regionais de saúde

Viçosa e região vão receber mais de 2 mil doses do imunológico que vão completar a aplicação de segunda doses

O Governo de Minas começou, na sexta-feira (14/5), o envio de mais um lote de vacinas contra a covid-19 para as 28 Unidades Regionais de Saúde (URSs) do estado. A segunda parte da mesma remessa será entregue na segunda-feira (17/5). As 732.150 doses das vacinas contra a covid-19 serão retiradas nas URSs pelos municípios, responsáveis pela execução da maior operação de vacinação da história de Minas Gerais.

Voos comerciais da Azul, caminhão refrigerado e veículos das URSs são utilizados para operacionalizar a distribuição das vacinas.

Veja no quadro a baixo o quantitativo que Viçosa e as cidades da região irão receber.

CIDADE ASTRAZENECA/FIOCRUZ CORONAVAC  
Araponga 90    
Cajuri 60    
Canaã 57    
Paula Cândido 189    
Pedra do Anta 48    
Porto Firme 125    
São Miguel do Anta 94    
Teixeiras 157 50  
Viçosa 1.013 250  
Coimbra 83    
Ervália 206 90  
    TOTAL 2512

Esta remessa é referente à 19ª entrega do Ministério da Saúde (MS), por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), feita na quinta (13/5) e na sexta-feira (14/5). Chegaram a Belo Horizonte 422.750 doses da AstraZeneca e 207.800 doses da CoronaVac, no dia 13/5, e mais 101.600 doses da CoronaVac, no dia 14/5.

Na sexta-feira nove URSs receberam os quantitativos de vacinas de acordo com as estimativas populacionais, feitas pelo Ministério da Saúde (MS) dos grupos prioritários de cada município: Barbacena, Belo Horizonte, Diamantina, Divinópolis, Itabira, Juiz de Fora, Ponte Nova, São João del Rei e Sete Lagoas.

Na segunda-feira (17/5) vão receber as doses as regionais de: Alfenas, Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Ituiutaba, Januária, Leopoldina, Manhuaçu, Montes Claros, Passos, Patos de Minas, Pedra Azul, Pirapora, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Unaí e Varginha.

De acordo com as diretrizes do PNI, os imunizantes desta fase serão utilizados da seguinte maneira:

CoronaVac dose 2: ajuste de esquema ou continuidade do Plano de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19;

AstraZeneca dose 1: 2% de pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC);

AstraZeneca dose 2: 40% de povos e comunidades quilombolas – referente a pautas do Ministério da Saúde e acerto pendentes,

100% de povos e comunidades ribeirinhas – referente a pautas do Ministério da Saúde e acerto pendentes;

22% de pessoas com 65 a 69 anos de idade; sendo uma parte que completa os esquemas iniciados na pauta 13 (falta ainda o restante desse grupo, que era de 47,04%).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo