fbpx
Saúde & Bem Estar

Vacinação contra Covid-19 ultrapassa marca de 10 milhões de primeiras doses aplicadas em MG

No sétimo mês da maior operação de vacinação da história de Minas Gerais, 62,23% da população acima de 18 anos já recebeu a imunização inicial.

Com uma média móvel de 224 mil doses aplicadas diariamente, Minas Gerais inicia o mês de agosto com 10.199.777 pessoas imunizadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que representa 62,23% de pessoas acima de 18 anos vacinadas. Referente às doses únicas ou segunda dose, foram 4.196.551 pessoas imunizadas, cobertura vacinal de 25,6%.

Na avaliação da diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Marcela Ferraz, esse é um marco muito importante de uma campanha que tem sido promovida desde janeiro de 2021. “Agora já começamos a observar um reflexo positivo da vacinação, com queda em indicadores importantes relacionados à Covid-19, como a redução nas internações, no número de óbitos e de municípios que registram mortes pela doença”, aponta.

Governo de Minas pretende imunizar todas as pessoas acima de 18 anos com a primeira dose até o fim de setembro. A cobertura depende do envio de doses suficientes pelo Ministério da Saúde.

Logística

Minas Gerais tem 586.528 quilômetros de extensão territorial, o que exige organização minuciosa para distribuição eficiente das vacinas, mantendo também a austeridade nos gastos. A SES-MG tem trabalhado para que as vacinas cheguem aos cidadãos no menor tempo possível. “Temos investido em uma operação logística bastante eficiente para reduzir o tempo de guarda dessas vacinas aqui na secretaria”, pontua Ferraz. A ação conta com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e das polícias Militar e Civil.

Até terça-feira (3/8), Minas Gerais havia recebido 18.137.444 doses de imunizantes contra a covid-19. A última remessa enviada pelo Ministério da Saúde, na sexta-feira (30/7), será destinada à aplicação da primeira e da segunda dose em caminhoneiros e trabalhadores industriais dos municípios que ainda não concluíram a vacinação desses grupos. Também devem ser vacinados adultos de 50 a 54 anos e a segunda dose aplicada em pessoas com comorbidade e com deficiência permanente grave.

Segunda dose e prevenção

A SES-MG reforça que é importante que a população fique atenta ao calendário de vacinação em sua cidade. É preciso procurar as unidades de saúde para receber a primeira dose e retornar dentro do período estipulado para a segunda. “Somente com imunização completa (duas doses) temos a proteção individual e contribuímos para a proteção coletiva”, reforça Marcela Ferraz.

Os cuidados preventivos, como uso de máscaras, distanciamento social e higiene das mãos, devem continuar, mesmo para as pessoas que já tomaram a segunda dose, até que se atinja alta cobertura vacinal de toda a população.

Acompanhe a vacinação em Minas Gerais: https://www.coronavirus.saude.mg.gov.br/vacinometro

Melhorias no Vacinômetro

Nessa terça-feira (3/8), o Painel Vacinômetro MG mudou a base de dados utilizada na visualização da cobertura vacinal e na aplicação de doses por grupos prioritários. A SES-MG passou a usar o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Os dados agregados do número de doses aplicadas continuam sendo informados pelos municípios ao governo estadual, para uma análise mais célere do andamento da campanha de vacinação no estado. Já o perfil epidemiológico das doses aplicadas e dos grupos prioritários passa a ser consolidado a partir dos dados do sistema oficial do Ministério da Saúde.

O objetivo dessas alterações é valorizar o sistema oficial do PNI e aumentar a eficiência no registro de informações, como explica a coordenadora da Sala de Situação da SES-MG, Maria Laura Starling. “A secretaria tem monitorado o preenchimento do sistema nacional, que já atingiu cerca de 90% de completude, quando comparado com as doses informadas no Painel de Vacinação. Então, reduzimos o escopo do sistema interno da SES-MG. Até então, eram mais de 70 questões respondidas diariamente pelos municípios, agora são apenas quatro”.

A alteração completa pode ser verificada na nota informativa publicada neste link.

O Painel Vacinômetro MG foi criado em janeiro de 2021 para complementar o sistema nacional. Nele, os municípios preenchiam diariamente o quantitativo de doses aplicadas por grupo prioritário e pelo esquema vacinal, que permitiam o acompanhamento da Campanha de Vacinação.

Fonte: Agência Minas Gerais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo