fbpx
EconomiaMeio Ambiente

Governo de Minas deve pagar férias-prêmio a aposentados a partir de setembro

Quase 23 mil servidores aposentados estão sem receber valor que gira em torno de R$ 582 milhões.

O governador Romeu Zema (Novo) divulgou nas redes sociais neste domingo (15) um vídeo em que conversa com uma mulher, apresentada como servidora pública aposentada, e promete pagar as férias-prêmio de parte do funcionalismo. O benefício foi retido na gestão de Fernando Pimentel (PT) e em alguns momentos da atual gestão.

Segundo o governo, com o represamento de quatro anos, 22.825 servidores aposentados estão sem receber. “O passivo gerado é de R$ 582,7 milhões, dos quais 88,9% foram herdados da última gestão”, disse a Secretaria de Estado de Fazenda (SEF).

Sem estipular uma data, o governador afirmou que “nesta semana a Secretaria de Planejamento vai divulgar o calendário de pagamento que será iniciado em setembro”. Na conversa, Zema disse que está “pagando diversas dívidas e que a próxima será as férias-prêmio”.

O benefício foi concedido pelo Estado até 2004, quando servidores podiam optar converter os dias de folga por remuneração em espécie a ser paga na aposentadoria. A Secretaria de Fazenda alega que em outubro de 2015, esse pagamento, já garantido, foi paralisado pelo governo anterior, mas retomado parcialmente em novembro de 2019.

Há uma expectativa para que o anúncio seja feito já nesta segunda-feira (16).

Fonte: O Tempo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo