fbpx
Minas GeraisPolíciaRegião

Gaeco divulga resultado de ações policiais realizadas no 1º semestre de 2021 na Zona da Mata

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), divulgou o balanço das ações realizadas no 1ª semestre de 2021 por agentes das sedes de Juiz de Fora e Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata.

Conforme o documento, foram deflagradas 12 operações, com o cumprimento de 172 mandados de busca e apreensão e 176 prisões, decorrentes de mandado ou em flagrante.

No total, 15 organizações criminosas foram desarticuladas. Entre os materiais apreendidos estão: armamentos, drogas, veículos, dinheiro, aparelhos celulares e computadores.

Na região de Viçosa, três operações foram realizadas:

Operação Duplo Impacto II

Doze pessoas foram presas nas cidades de Coimbra e Visconde do Rio Branco, cidades da Zona da Mata mineira, na segunda fase da Operação “Duplo Impacto”.

A ação teve o objetivo de combater uma organização criminosa responsável por tráfico de drogas, porte de armas de fogo, corrupção de menores e outros crimes violentos.

Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e mais de R$ 5 mil foram apreendidos, além de 1 drone, diversos aparelhos celulares, entorpecentes, arma de fogo, e documentos.

Operação Gipsy Kings

O suspeito de mandar executar um empresário foi preso no dia 17 de maio na Operação “Gipsy Kings” em Ervália.

O crime ocorreu em fevereiro deste ano em Paraíso do Tocantins (TO) e na ocasião os dois enteados da vítima foram baleados, mas não morreram.

Durante a ação, uma arma de fogo e 1 celular foram apreendidos.

Operação Duplo Impacto III

Oito pessoas foram presas no dia 2 julho em Visconde do Rio Branco e São Geraldo na terceira fase da Operação “Duplo Impacto”. Na ocasião, munições, cocaína, maconha, balança de precisão, diversos aparelhos telefônicos, cerca de R$ 22 mil e documentos foram apreendidos.

A ação teve como objetivo combater os crimes de tráfico de drogas, porte de armas de fogo, corrupção de menores e outros crimes violentos.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo