fbpx
Montanhesa FM/ Q FM

“É uma das mídias que o nosso time mais pede”, diz executiva de marketing sobre o rádio

A Via Varejo, responsável pelas Casas Bahia e Ponto, foi a empresa que mais anunciou no veículo no último ano.

O rádio é um dos meios que mais se reinventou nas últimas décadas. O veículo de comunicação ainda segue mostrando sua relevância diante da população.

Conforme o estudo Inside Radio 2020, realizado pela Kantar IBOPE Media, 78% dos brasileiros, de 13 regiões metropolitanas pesquisadas, ouvem rádio.

Sendo que, desses, três em cada cinco escutam rádio todos os dias e passam cerca de 4h41 diariamente consumindo o veículo.

Atingindo vários perfis e faixas etárias, o rádio é acessado de diferentes formas. Em casa, no carro, no trabalho, pela internet, celular ou até pelo aparelho tradicional, o meio sempre está em alta na vida dos brasileiros.

O veículo de comunicação se mostrou ainda mais necessário para a sociedade durante a pandemia de Covid-19. Ainda segundo a pesquisa, 75% afirmaram ouvir rádio com a mesma intensidade e 17% disseram que após o isolamento social passaram a ouvir muito mais.

Com toda essa relevância, a publicidade no rádio, que já era de grande expressão, tornou-se ainda maior. Só no primeiro semestre de 2020, o rádio apresentou mais de 5.200 anunciantes, distribuídos em mais de 6.200 marcas.

Desses, 2.700 anunciantes são exclusivos, ou seja, só veiculam publicidade no meio, o que alcança cerca de 3.093 marcas. Durante esse período de pandemia, surgiram 2.232 novos anunciantes.

A Via Varejo, empresa de comércio varejista, responsável pelas redes de lojas das bandeiras Casas Bahia e Ponto, além de ser a administradora do site de e-commerce Extra, foi a instituição que mais anunciou no rádio.

Em 2019, a companhia investiu R$ 90.241 mil em publicidade. A Gerente Executiva de Marketing da instituição, Flavia Laginha, garantiu que a Via Varejo aposta muito no rádio para conseguir alcançar os seus clientes.

“A gente aqui da Via aposta muito nele para chegar aos nossos queridos clientes, tanto para Casas Bahia quanto para Ponto”, disse.

Além disso, Laginha apontou que o veículo possibilita a cobertura de sinal local, ou seja, a comunicação chega com mais proximidade ao consumidor final.

“Então, a gente precisa ter uma estratégia regional bem assertiva e o rádio é um grande aliado para isso, porque ele possibilita a cobertura de sinal local e que a comunicação seja feita cheia de proximidade, com o jeitinho de cada lugar”, completou.

Por fim, Flavia ressaltou a importância do rádio para a finalização das vendas nas lojas. “A gente consegue veicular campanhas simultâneas, tanto para Casas Bahia quanto para a Ponto. Como o consumidor tem grande afinidade com o meio, o resultado vem na venda das lojas. Não é à toa que essa é uma das mídias que o nosso time de lojas mais pede. E eles ajudam a escolher, sinalizam as rádios que estão ‘na boca do povo’ e a gente acompanha as que performam melhor e que trazem melhor resultado em cada região. É por tudo isso que o rádio é uma peça super importante para compor o plano de mídia das nossas marcas aqui na Via”, finalizou.

Por isso, o rádio foi apontado por 67% das pessoas como o veículo confiável ou muito confiável, conforme o Estudo de Insights do Consumidor MRI-Simmons Covid-19, produzido pela Katz Radio Group e publicado em fevereiro deste ano

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo