fbpx
Minas GeraisRegiãosaúdeSaúde & Bem Estar

Micro e macrorregião de Viçosa seguem na Onda Verde do Minas Consciente

Informação foi divulgada nesta quinta-feira (22) após reunião semanal do Comitê Extraordinário.

Por mais uma semana, as macrorregiões Sudeste, Centro-Sul e Leste do Sul continuam na Onda Verde do “Minas Consciente”.

As áreas integram as cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes e a decisão é do Comitê Extraordinário Covid-19 desta quinta-feira (22). Durante divulgação da não alteração, o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, ainda explicou que “as regiões mantêm a tendência de controle da pandemia.”.

Desde o dia 17 de julho a macro Sudeste está na fase menos restritiva do programa estadual. Já a Centro-Sul avançou para a mesma etapa no dia 31 do mesmo mês. A região Leste do Sul foi a última a ir para a Onda Verde, a mudança ocorreu no dia 21 de agosto.

O Estado também divulgou a situação das microrregiões. Nesta nova atualização, a microrregião de Além Paraíba avançou para a Onda Verde. Anteriormente, a micro estava na Onda Amarela.

Veja abaixo:

  • Além Paraíba: Onda Verde;
  • Barbacena: Onda Verde;
  • Carangola: Onda Verde;
  • Juiz de Fora/Lima Duarte/São João Nepomuceno/Bicas: Onda Verde;
  • Leopoldina/Cataguases: Onda Verde;
  • Muriaé: Onda Verde;
  • São João del Rei: Onda Verde;
  • Ubá: Onda Verde;
  • Viçosa: Onda Verde.

Cenário positivo

Nesta atualização, todas as localidades de Minas Gerais permaneceram na etapa mais flexível, a Onda Verde.

Segundo o Estado, os cenários epidemiológico e assistencial permanecem favoráveis em todas as macrorregiões. Veja abaixo alguns números:

  • Queda de 34,6% nas solicitações de internações em 4 semanas e para o avanço da vacinação;
  • Minas chegou a 93% da população adulta com pelo menos a D1;
  • Mais de 47% dos adultos já tomaram a segunda dose ou dose única;
  • taxa de incidência da doença caiu 14% nos últimos 14 dias.

“Todas as regiões mantêm a tendência de controle da pandemia. A rede de assistência não está sobrecarregada, o que confirma essa melhora contínua”, destacou Fábio.

Fonte: G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo