fbpx
CidadeUFV

UFV apresenta programa de manejo populacional de cães e gatos no campus Viçosa

A ideia é trabalhar em parceria com a Prefeitura Municipal para enfrentar o problema e as consequências dos animais abandonados no campus

O reitor Demetrius David da Silva convidou as secretarias municipais de Saúde, Agropecuária e Desenvolvimento Rural e representantes da Vigilância Sanitária para apresentar as ideias de um Programa de Manejo Populacional de Cães e Gatos que deverá ser iniciado no campus Viçosa e ser piloto para os outros campi da UFV. A equipe do programa pretende trabalhar em parceria com a Prefeitura Municipal para enfrentar o problema e as consequências dos animais abandonados no campus. A reunião aconteceu na tarde de sexta-feira (24) e também contou com a participação do pró-reitor de Administração, Taciano Oliveira da Silva.

Na reunião, o reitor comentou os constantes ataques de cães a frequentadores do campus e as críticas de pessoas que desejam que a UFV vá além dos seus limites institucionais na relação com os animais, grande parte abandonados por seus donos. “Respeitamos e apoiamos a causa animal, mas nosso foco precisa ser a saúde pública, por isso, precisamos atuar nas causas e não apenas nos efeitos”, disse ele. Demetrius afirmou, ainda, que a contribuição da UFV precisa ser na proposição de projetos baseados na ciência e na expertise da Universidade.

O Programa foi elaborado e apresentado por uma equipe multidisciplinar de professores e pesquisadores do Departamento de Veterinária, representados na reunião pelos professores Artur Kanadani Campos, Emily Correna Reis e Lorraine Rossi Machado Dornelas e pela médica veterinária Tatiana Schmitz Duarte. Para eles, primeiro, será preciso conhecer a população de cães e monitorá-los para identificar a prevalência de zoonoses e os riscos oferecidos à população que frequenta o campus. O próximo passo será prevenir o aumento populacional, incluindo, dentre outras ações, a esterilização. Os animais também deverão ser microchipados para que possam ser acompanhados, inclusive os que desaparecem ou apresentarem comportamento perigoso. Segundo os profissionais da UFV que elaboraram o projeto, os cães serão tratados antes e depois das cirurgias de esterilização e encaminhados para adoção ou soltura, em parceria com a prefeitura. O projeto prevê, ainda, campanhas educativas para coibir o abandono e estimular a guarda responsável dos animais.

Os representantes da Prefeitura Municipal apoiaram o projeto e se dispuseram a colaborar para que seja implementado em parceria. O reitor, por sua vez, comprometeu-se a aplicar os recursos para viabilizar o programa, que deverá ser contínuo ao longo do tempo

Divulgação Institucional

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo