fbpx
Economia

Com gasolina acima de R$6, Minas tem maior arrecadação com imposto

Estado bate recorde dos últimos cinco anos em receita do ICMS dos combustíveis.

O preço dos combustíveis pesa no bolso do consumidor e pressiona a inflação no país, mas, para os estados, o reflexo é inverso. Minas Gerais apresentou a maior arrecadação de ICMS sobre combustíveis dos últimos cinco anos. Dados da Secretaria Estadual de Fazenda revelam que, de janeiro a agosto, a receita com o imposto chegou a R$ 8,3 bilhões. É o melhor resultado.

Para se ter ideia, no mesmo período do ano passado, a arrecadação foi de R$ 6,2 bilhões. Se continuar nesse ritmo, será também o melhor ano para os cofres públicos mineiros.

Como ano passado foi uma base fraca, em decorrência da pandemia, o blog analisou os anos anteriores. Em 2019, a receita com o chamado imposto sobre combustíveis foi de R$ 7,1 bilhões. Em 2018, R$ 7 bilhões e em 2017 R$ 6,5 bilhões. Ou seja, o preço da gasolina, do diesel e etanol nas alturas está benefciando a situação fiscal do Estado.

Em tempo, 31% da composição do preço da gasolina, por exemplo, é de ICMS. Outros 33% dizem respeito ao preço líquido da Petrobras.

Daí se depreende a guerra polítca travada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) com governadores.

A melhor arrecadação em Minas contribui para o fluxo de caixa, que permitirá, por exemplo, o pagamento do 13º salário do funcionalismo antes do Natal.

Fonte: O TEMPO

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo