fbpx
CidadeMinas GeraisObrasRegião

Chuvas causam desmoronamento na Geninho Lentini, em Viçosa

Moradores da rua Geninho Lentini, no barro Vereda do Bosque, em Viçosa, acionaram na manhã desta segunda-feira (11) a Defesa Civil de Viçosa para verificar o desbarrancamento na rua.

A equipe da Defesa Civil esteve no local e lá constataram que as águas decorrentes das chuvas dos últimos dias infiltraram em parte do meio fio, no acostamento da rua, causando um desbarrancamento no local. À reportagem do Primeiro a Saber, o chefe da Defesa Civil de Viçosa, Cristimar do Vale Castro, informou que no local foram colocados sacos de rafia e lonas para fazer a contenção e desviar as águas das chuvas que estavam infiltrando no local.

De acordo com Cristimar, no local está havendo uma obra, que segundo o Geoplan está legalizada, mas mesmo assim a Defesa Civil repassou as informações para a Secretaria de Obras do município e, na próxima quarta-feira (13), vai mandar para a fiscalização da prefeitura de Viçosa uma notificação para que o Geoplan verifique novamente as documentações da obra, já que “o desmoronamento na parte inferior da rua foi por falta de manutenção” por parte dos responsáveis pela obra.

Ouça abaixo a declaração do chefe da Defesa Civil de Viçosa, Cristimar:

Desde a última sexta-feira (08) Viçosa tem tido grandes quantidades de chuvas. Na manhã desta segunda-feira (11) o Imet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta de perigo para chuvas intensas com possibilidade de tempestades para várias regiões de Minas Gerais, entre elas a Zona da Mata.

Conforme o Inmet, o alerta é válido da tarde de hoje até a próxima terça-feira (12), feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida. Segundo o Inmet, existe a possibilidade de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, com ventos intensos entre 60-100 km/h. Existe o risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Segundo o Inmet, na Zona da Mata cidades de como Viçosa, Araponga, Cajuri, Canaã, Paula Cândido, Pedra do Anta e outros mas de 300 cidades receberam o alerta.

O inmet também divulgou informações de instrução. Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas, não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Em caso de problemas, entrar em contato com a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo