Mulheres formadas na UFV estão na lista das mais poderosas do Agro da Revista Forbes
25 de outubro de 2021

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher Rural (15 de outubro), a Revista Forbes Brasil lançou, na última semana – e pela primeira vez -, uma lista com as “100 Mulheres Poderosas do Agro”. Mais uma vez a UFV está presente quando o assunto se refere a ações e nomes importantes vinculados à agropecuária brasileira e internacional.

Além da Ana Carolina Gomes, ex-aluna de Agronegócio da Universidade, já divulgada pelo site da UFV, seis outras mulheres compõem a lista da Forbes. Uma delas, inclusive, é docente na UFV. A professora Elizabeth Pacheco Batista Fontes, do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFV, fez graduação e mestrado na Universidade. Ela está entre as 100 pela relevância de suas pesquisas que a colocam em posição de vanguarda na elucidação de vias de sinalização de defesa da planta contra estresses bióticos e abióticos. A professora, que é membro titular da Academia Brasileira de Ciências, já constava de uma outra lista, recentemente divulgada: a das 50 mulheres com mais descendentes acadêmicos.

Outro nome destacado pela Forbes que tem vínculos com a UFV é o da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina da Costa Dias. Engenheira agrônoma pela Universidade, ela integra a lista pelo trabalho que vem realizando de abertura de novos mercados para os produtos brasileiros e pela integração da agricultura familiar nas políticas de agro. A ministra, que visitou o campus Viçosa, em agosto deste ano, deixou registrado no livro de ouro da instituição: “com emoção e gratidão por tudo que recebi desta universidade para a minha vida profissional e pessoal”.

Também faz parte da relação da Revista Forbes Elizabeth Nogueira Fernandes, chefe-geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Gado de Leite, em Juiz de Fora (MG). Engenheira florestal com graduação, mestrado e doutorado na UFV, ela é a primeira mulher a chefiar essa unidade, criada em 1976.

Outra mulher atuante na Embrapa que está na lista é Henriette Monteiro Cordeiro de Azeredo, formada em Engenharia de Alimentos na UFV. Atualmente, é pesquisadora da Embrapa Agroindústria Tropical, unidade localizada em Fortaleza (CE). Ela também integra a lista dos pesquisadores mais influentes do mundo, de acordo com um estudo da Universidade de Stanford, publicado no Journal Plos Biology. Henriette coordena projetos em linha com as demandas do consumo atual, que passa pelo desenvolvimento de filmes e revestimentos biodegradáveis e comestíveis e pelo uso de nanoestruturas em materiais de embalagem.

A diretora executiva da Corporate Clients, do Rural Banking – Rabobank Brasil, Fabiana Purri Ferreira Alves, é mais um nome de destaque com formação pela UFV. Agrônoma, ela é especialista em finanças para o agronegócio e trabalha no Rabobank desde 2007. Integra ainda a relação da Forbes a engenheira agrônoma e mestre em fitopatologia pela UFV Vanessa Sabioni. Durante a sua vida acadêmica, ela se dedicou aos estudos sobre o manejo de fitonematoides. Em 2017, criou o portal Agromulher como um espaço de debates, eventos digitais e exposição de conteúdos relacionados à presença feminina no setor.

Na foto baixo estão, da esquerda para a direita: Ana Carolina, Elizabeth Fernandes, Elizabeth Fontes, Fabiana, Henriette, Tereza Cristina e Vanessa.

Divulgação UFV

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade