Enfermeiro do Hospital São Sebastião é o mais cotado para assumir a Secretaria de Saúde de Viçosa
26 de outubro de 2021

Após a saída do então secretário de Saúde, o professor aposentado da UFV (Universidade Federal de Viçosa) Antônio José Maciel, a Prefeitura de Viçosa precisa agir rápido para achar um substituto o quanto antes. Nesse sentido, de acordo com a apuração da equipe de reportagem do Primeiro a Saber, o principal nome que circula internamente na PMV é o do enfermeiro Rainério Rodrigues Fontes. 

Rainério é profissional da saúde e atua como enfermeiro no Hospital São Sebastião em Viçosa. Em 2019, na gestão do ex-prefeito Ângelo Chequer, o enfermeiro foi nomeado coordenador do Setor de Transportes, CPC-112, da Secretaria Municipal da Saúde. Agora pode ter a chance de dirigir a pasta.

Em contato com a nossa equipe, Rainério negou que haja qualquer acerto firmado até o momento, mas confirmou que já recebeu um contato inicial da Prefeitura e que uma conversa aconteceu entre as partes. Por outro lado, de acordo com fontes ligadas à PMV, o que falta para a oficialização do novo secretário é apenas a publicação da Portaria.

Saída do antigo secretário

O professor aposentado da UFV (Universidade Federal de Viçosa) Antônio José Maciel deixou, na manhã desta terça-feira (26), o cargo de secretário de Saúde da Prefeitura de Viçosa. A informação foi confirmada pelo próprio ex-secretário que disse sair com a cabeça erguida e com a sensação de ter feito um bom trabalho à frente da saúde do município.

 

Antônio Maciel ficou no cargo por pouco mais de três meses. Ele assumiu a Secretaria de Saúde no último dia 5 de Julho, em substituição ao médico Júlio Cesar de Abreu Cotta nomeado para o cargo no início da gestão do prefeito Raimundo Nonato.

Quando assumiu a Secretaria de Saúde de Viçosa, Maciel pegou a cidade no auge da vacinação contra a Covid-19. Naquela época, pouco mais de 32 mil pessoas já estavam vacinadas com a primeira dose do imunológico e mais de 8 mil pessoas já tinham recebido a segunda dose. além disso, 120 pessoas tinham recebido a vacina de dose única.

Atualmente, o município contabiliza 66.540 pessoas vacinadas com a primeira dose contra o coronavírus e 48.681 pessoas totalmente imunizadas. Mas nem mesmo esse bom desempenho foi suficiente para evitar as críticas da população por conta da falta de médicos nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade