Polícia Civil: 15 dos 26 mortos em Varginha já foram identificados
3 de novembro de 2021

Além dos sete mineiros, há ainda na lista três homens naturais de Goiás, dois do Distrito Federal, um do Amazonas, um do Maranhão e outro de Rondônia

O Instituto de Criminalística da Polícia Civil (PC) já identificou 15 dos 26 homens mortos em chácaras de Varginha, no Sul de Minas, durante operação policial promovida no último domingo (31). Dos nomes divulgados até a noite de ontem, terça-feira (2), sete são mineiros, sendo quatro de Uberaba e três de Uberlândia, ambas cidades do Triângulo Mineiro.

Mais cedo, a PC já havia divulgado a identificação de sete novos corpos, elevando o número para dez. “Os exames datiloscópicos (impressão digital) foram realizados pelo Instituto de Identificação da PCMG (nove laudos) e pela Polícia Federal (sete) – havendo a emissão de parecer técnico das duas instituições”, detalha a PC.

Seis dos corpos já foram liberados para os familiares. Ainda de acordo com a instituição policial, os corpos dos demais suspeitos seguem no Instituto Médico-Legal (IML) Dr. André Roquette, em Belo Horizonte, aguardando a liberação por parentes.

Além dos sete mineiros, há ainda entre os mortos três homens naturais de Goiás, dois do Distrito Federal, um do Amazonas, um do Maranhão e outro de Rondônia.

Confira a lista:

  • Artur Fernando Ferreira Rodrigues, 27 anos, Uberaba (MG)
  • Dirceu Martins Netto, 24 anos, Rio Verde (GO)
  • Eduardo Pereira Alves, 42 anos, Brasília (DF) – liberado
  • Gerônimo da Silva Sousa Filho, 28 anos, Porto Velho (RO) – liberado
  • Gilberto de Jesus Dias, 29 anos, Uberlândia (MG)
  • Gleisson Fernando da Silva Morais, 36 anos, Uberaba (MG)
  • Isaque Xavier Ribeiro, 37 anos, Gama (DF)
  • Itallo Dias Alves, 25 anos, Uberaba (MG)
  • José Filho de Jesus Silva Nepomuceno, 37 anos, Caxias (MA)
  • Nunis Azevedo Nascimento, 33 anos, Novo Aripuanã (AM) – liberado
  • Raphael Gonzaga Silva, 27 anos, Uberlândia (MG) – liberado
  • Ricardo Gomes de Freitas, 34 anos, Uberlândia (MG) – liberado
  • Romerito Araujo Martins, 35 anos, Goiânia (GO)
  • Thalles Augusto Silva, 32 anos, Uberaba (MG) – liberado
  • Zaqueu Xavier Ribeiro, 40 anos, Goiânia (GO)

Levantamentos

Para além da identificação dos mortos na operação, a PC também atua na investigação da “vida pregressa” dos integrantes da quadrilha.

Os possíveis crimes já cometidos pelos suspeitos e suas circunstâncias serão apurados pela instituição, visando “possíveis correlações com outros eventos”.

Ainda nesta terça, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) anunciou que os promotores designados para acompanhar o caso se reunirão na quarta-feira (3), em Varginha.

O Ministério Público de Minas Gerais e a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado já informaram que vão investigar a operação que terminou com 26 supostos criminosos mortos e nenhum policial ferido na madrugada de domingo.

Por O Tempo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade