Doce de Leite Viçosa é reconhecido como patrimônio cultural de Minas Gerais
17 de novembro de 2021

O processo de fabricação do doce de leite Viçosa, na Zona da Mata, foi reconhecido como de relevante interesse cultural de Minas Gerais. O plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou, nesta quarta-feira (17), em 2º turno, a proposta de autoria do deputado Coronel Henrique (PSL) - Projeto de Lei 632/2019.

O produto é fabricado pelo setor de laticínios da Fundação Arthur Bernardes (Funarbe), ligada à Universidade Federal de Viçosa (UFV). A princípio, a fabricação era de responsabilidade da Usina Piloto de Laticínios de Viçosa, cuja instalação, desde 1980, é gerida pela Funarbe. 

Eleito como o melhor doce de leite do Brasil por 10 vezes, o produto é o maior vencedor do concurso nacional e agora é patrimônio imaterial cultural do Estado.

Confira abaixo a nota divulgada pelo Laticínios Viçosa em suas redes sociais:

"É oficial!

A Assembleia Legislativa acaba de aprovar o projeto que define que o nosso Doce de Leite Tradicional Viçosa agora é PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL DE MINAS GERAIS!!

Eleito 10 vezes como o melhor do Brasil, o nosso Doce é um símbolo de Viçosa, um ícone de Minas Gerais e uma pedida irrecusável pelos amantes de doces.

Esse reconhecimento nos traz uma imensa satisfação e prova que a capacidade de unir a tecnologia e o conhecimento à deliciosa tradição culinária, geram produtos de altíssima qualidade.

A alegria e o orgulho é imensurável. Agradecemos a todos vocês que fazem parte da nossa história. Será um prazer compartilhar com vocês um pouco da nossa felicidade. Continue acompanhando as nossas redes sociais para saber mais sobre essa importante conquista."

Imagem: Divulgação

publicidade

publicidade

publicidade