Polícia Civil de Viçosa participa de operação nacional de combate a roubos e furtos
18 de novembro de 2021

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) participou da operação Voleur, desencadeada em todo território nacional, nesta quarta-feira (17/11), para combater a prática de crimes contra o patrimônio, como roubo, furto, receptação. Em Minas, cerca de 380 policiais civis cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão em várias cidades. Até o momento, 42 pessoas forem presas e apreendidas, sendo 37 adultos e cinco menores, além de veículos e aparelhos celulares apreendidos.

A Polícia Civil de Viçosa também participou da operação e cumpriu um mandado de busca e apreensão em Coimbra, no caso do assalto no Banco do Brasil da cidade. No entanto, nada de interesse para a investigação foi localizada. Já na cidade de Viçosa, especificamente, dois mandados de prisão por roubo foram expedidos, mas os autores não foram localizados e, portanto, continuam foragidos.

A operação foi coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC). O nome Voleur é uma referência a quem pratica crimes contra o patrimônio, roubando ou furtando para si o que não lhe pertence. A ação no Estado superou a meta prevista, que era de 30 prisões por dia.

Brasil

Os números deste primeiro dia mostram que foram presas, em todo o Brasil, 2.036 pessoas, sendo 1.896 adultos e 140 menores. Foram cumpridos 2.389 mandados de prisão e 950 de busca e apreensão.

Segundo os delegados Álvaro Huertas e Cleiberson Rezende, do Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Patrimônio (Depatri) da Polícia Civil, a operação contou com a participação de 9.914 policiais e 3.184 viaturas, em todo o país, sendo que em Minas Gerais foram empenhados 500 policiais civis.

Publicidade

NOVO ENDEREÇO NA RUA DOUTOR MILTON BANDEIRA, 34 – LOJA: 01 – CENTRO
WhatsApp (31) 9 8675-7021

Publicidade

(31) 3892-7686

Publicidade

(31) 3891-2524

Publicidade

Publicidade

Publicidade