Prefeitura de Viçosa não promoverá Carnaval em 2022
26 de novembro de 2021

O secretário de Cultura de Viçosa Thomas Medeiros confirmou hoje (26), durante o Jornal da Montanhesa, que o prefeito da cidade, Raimundo Nonato, sinalizou em uma reunião realizada na manhã desta sexta que a Prefeitura do município não promoverá Carnaval em 2022.

Segundo o Thomas, o prefeito está preocupado com os casos de Covid, e não enxerga com bons olhos a realização de festas com um grande número de pessoas. Além disso, as famosas “calouradas” não devem ser realizadas com a volta dos estudantes para a cidade, em janeiro do ano que vem.

“Nesse momento, fazer oCcarnaval seria uma irresponsabilidade”, afirmou o secretário de Cultura.

Também durante o Jornal da Montanhesa desta sexta, o presidente da Associação Municipal Micro Região Zona da Mata Norte (AMMAN) e prefeito de Canaã, José Evanir, afirmou que convocou os prefeitos da região para uma reunião, que acontecerá na próxima quinta-feira (02) no Consórcio Municipal de Saúde de Viçosa, para debater sobre a realização do Carnaval.

Segundo ele, a tendência é que não haja a promoção do evento em nenhuma das cidades da região.

Posicionamento do Estado

Vale lembrar ainda que a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) deve aconselhar as 853 cidades do Estado a não realizarem festas de Carnaval em 2022. A informação foi repassada pelo secretário Fábio Baccheretti em entrevista a O TEMPO. Segundo ele, o governo estadual não irá incentivar a realização de grandes eventos públicos, como desfiles de escolas de samba e blocos de rua, mas vai orientar os gestores municipais a se prepararem para as manifestações espontâneas.

Por conta do crescimento acelerado de casos de Covid em diversos países da Europa, há uma indefinição das prefeituras mineiras sobre a realização ou não de eventos públicos durante o feriado de 1º de março de 2022. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) já se manifestou pela suspensão do Carnaval no Brasil. Nesta terça-feira (23), o governador Romeu Zema afirmou que as prefeituras não devem ficar omissas em relação às manifestações espontâneas que devem acontecer durante o feriado de Carnaval

Embora acredite ser importante não haver incentivo para grandes eventos durante o Carnaval, o secretário defende que os municípios se preparem para as aglomerações que inevitavelmente devem ocorrer, já que grande parte da população está vacinada e se sentindo mais segura.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade