2ª fase da operação que investiga fraudes contra aposentados em Teixeiras foi iniciada
9 de dezembro de 2021

Nesta etapa, dois suspeitos, de 30 e 33 anos, foram presos. Também foram apreendidos veículos. A ação, que teve o apoio da PMMG, visa dar continuidade à apuração de supostas fraudes aplicadas contra aposentados e pensionistas do INSS.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) iniciou, na última quarta-feira (08), a segunda fase da operação “Independência”, no município de Teixeiras, na Zona da Mata mineira, em continuidade às investigações que apuram supostas fraudes aplicadas contra aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por um escritório de advocacia da cidade. Nesta etapa, dois suspeitos, de 30 e 33 anos, foram presos. Também foram apreendidos veículos.

Imagem: Divulgação

A ação foi realizada pela Delegacia de Polícia Civil em Teixeiras, com a colaboração da Delegacia Regional em Viçosa e da Polícia Militar. Na ocasião, foram cumpridos dois mandados de prisão em desfavor de investigados que se apresentam como advogados. Um terceiro mandado de prisão também foi expedido contra outro suspeito – advogado e proprietário do escritório-, mas ele se encontra foragido.

As investigações continuam. Segundo o delegado José Marcelo de Paula Loureiro, desde a realização da primeira fase da operação, novas vítimas têm procurado a unidade policial para representar em desfavor dos investigados.

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade