Viçosa: inflação segue em alta em janeiro; cesta básica também sobe
17 de fevereiro de 2022

A tendência de alta na inflação a cada início de ano em Viçosa foi confirmada. Segundo o Índice de Preços ao Consumidor, o município fechou janeiro com uma alta de 2% e todos os grupos analisados para compor a inflação apresentaram altas.

Segundo a pesquisa feita pelo Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa (UFV), as maiores altas do mês foram em produtos dos grupos de educação e despesas pessoais, puxadas principalmente pelos reajustes das mensalidades escolares, cursos preparatórios e materiais.

Além desses produtos, os que são referentes aos serviços de limpeza doméstica e as taxas de condomínio inclusos no grupo de habitação do IPC também puxaram a inflação viçosenses para cima.

Cesta básica

O preço médio da cesta básica também fechou em alta no primeiro mês de 2022. Segundo a análise, em relação a dezembro, a alta foi de 2,96% (pouco mais de R$ 14,00) e fechou custando R$ 496,53. As maiores altas ficaram por conta da banana (48%); café em pó (13,01%); farinha (7,48%) e tomate (7,09%).

Por outro lado, o arroz tipo 2 (- 7,22%); margarina (-6,35%); óleo de soja (-3,39%) e leite pasteurizado tipo C (-2,47%) ficaram mais baratos.

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade