Jogadores da Zona da Mata conseguem deixar a Ucrânia
2 de março de 2022

Após 4 dias de tentativas, os jogadores da Zona da Mata de Minas Gerais conseguiram atravessar a fronteira da Ucrânia com a Polônia. Na última terça-feira (1º), por volta das 8h no horário local (madrugada aqui no Brasil), Guilherme Smith (de Juiz de Fora), Cristian Fagundes, Juninho, a esposa dele, Vitória Magalhães, e o filho Benjamim, de 4 anos, conseguiram deixar o país com ajuda de um motorista brasileiro que estava em Kiev, capital da Ucrânia, mas conseguiu chegar a Lviv, onde os jogadores estavam hospedados para resgatá-los.

“O dia 1º de março ficará marcado em nossas vidas. Conseguimos atravessar para a Polônia graças a Deus. Estamos todos bem, Deus honrou seu nome mais uma vez, glória a Deus vamos para casa. Nos esperem família, estamos chegando”, disse Guilherme Smith.

Ao ge, o agente de Guilherme, Felipe Fortuna, informou que os jogadores seguem de carro para Varsóvia, capital polonesa, com a ajuda de um brasileiro, que auxilia outras pessoas a imigrarem para o país.

O jogador Juninho também postou um vídeo nas redes sociais para informar da chegada deles à Polônia. Ao lado do filho Benjamin e da esposa, o atleta relatou a felicidade da família em finalmente deixar o país em meio à guerra com a Rússia.

“Cê tá feliz, filho? Muito? Graças a Deus gente. Não sei nem falar, me expressar. A vitória tá aqui, ó (esposa chorando), uma situação que eu não desejo pra ninguém, graças a Deus estamos saindo dessa situação. Meu Deus, Glória a Deus. Deus é bom demais”.

Segundo informações do pai do jogador juiz-forano, Luiz Cláudio, um empresário em Santos (SP), amigo de Luiz Cláudio, montou um grupo no WhatsApp para dar apoio e encontrar alternativas para resgatar os atletas. Eles encontraram Rodolfo, um motorista brasileiro que estava em Kiev, capital da Ucrânia, para ajudar na saída de brasileiros do país.

Nas redes sociais, Juninho postou um vídeo no momento em que os atletas estavam prestes a atravessar a fronteira. Ele agradeceu disse que estavam todos bem.

Tentativas frustradas

Conforme noticiado na sexta-feira (25), os jogadores saíram de Zaporizhzhya, onde moravam, rumo a Lviv, maior município do oeste ucraniano, de trem. De lá, eles seguiram a pé por aproximadamente 60 km em direção à Polônia, mas foram barrados pela polícia a 4 km de chegarem à fronteira. O grupo conseguiu pegar um ônibus e retornar para Lviv, onde foram instalados em um hotel com auxílio da Embaixada do Brasil na Ucrânia.

Na segunda (28), eles se preparavam para tentar deixar o país mais uma vez, mas a nova tentativa foi frustrada devido ao cancelamento dos trens. A 1ª linha que levaria os brasileiros para a Polônia estava marcada para sair por volta das 16h, mas foi cancelada. A linha que sairia às 19h no horário local também foi cancelado e eles voltaram para o hotel em Lviv.

Fonte: G1

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade