Viçosa: em média, gás de cozinha teve um aumento de R$ 10,00
14 de março de 2022

Em meio à escalada do preço do barril do petróleo devido à guerra na Ucrânia e as consequentes sanções à Rússia, a Petrobras anunciou na manhã da última quinta-feira (10) reajustes nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha (GLP). Em Viçosa, o aumento dos valores já está sendo sentidos nos bolsos do consumidor, que está pagando, em média, R$ 10,00 a mais do que pagava antes.

A equipe de Primeiro a Saber entrou em contato com algumas das principais distribuidoras de gás de cozinha do município e constatou que a variação no aumento entre os lugares é pouca. Em alguns estabelecimentos, o aumento foi de R$ 10,00, enquanto em outros, pode variar entre R$ 11,00 e R$ 13,00. Percentualmente falando, as variações ficam entre 9,5% e 13%.

Em alguns estabelecimentos, é possível achar o gás sendo vendido a R$ 105,00, para retirada. Já em outros, ele pode ser encontrado a um preço de até 127,00 R$.

Na última sexta-feira, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passou de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 por 13kg, refletindo reajuste médio de R$ 0,62 por kg. Proporcionalmente, o aumento direto sentido no bolso do consumidor deveria ser de R$ 8,06.

O valor do GLP não era reajustado há 152 dias.

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade