Apreensões inusitadas realizadas pelo departamento penitenciário de Minas Gerais
23 de março de 2022

Policiais penais do Presídio de Guanhães I receberam via sedex uma maçã recheada com cabos USBs. Já em BH um homem tentou entrar no Ceresp Gameleira com materiais ilícitos escondidos no braço engessado.

Uma maçã enviada por Sedex, recheada com três carregadores de celular e três cabos USB. Os materiais foram apreendidos por Policiais Penais do Presídio de Guanhães I, na segunda-feira (21/3), durante procedimento de revista nas encomendas enviadas para presos. Um corte na maçã posteriormente colada tentou esconder os itens, mas não escapou do olhar atento dos policiais.

maçã enviada por Sedex, recheada com três carregadores de celular e três cabos USB

Em Belo Horizonte, nesta terça-feira (22/3), no Ceresp Gameleira, um homem que estava sendo admitido na unidade escondia no braço engessado dois celulares, cinco chips de operadoras diversas, dois fones de ouvido e um carregador de celular. Após exames com um ortopedista, foi constatado que o preso não tinha nenhuma fratura ou lesão. O gesso tinha apenas o objetivo de esconder o material, visualizado por meio de escâner corporal.

Raio x mostrou que o homem carregava engessado no braço dois celulares, cinco chips de operadoras diversas, dois fones de ouvido e um carregador de celular

A Polícia Penal de Minas Gerais realiza, diariamente, procedimentos minuciosos de revista em itens encaminhados por familiares via Sedex, bem como rondas diárias nos perímetros de segurança das unidades para impedir tentativas de entrada de ilícitos.

Informações Sejusp

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade