Viçosa: Polícia Ambiental e IBAMA prendem uma pessoa e multam duas em operação secreta
24 de março de 2022

Uma pessoa foi presa e outras duas foram multadas em uma operação secreta da Polícia Ambiental de Viçosa, em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), nesta quinta-feira (24). A operação tinha o objetivo de localizar criadores/amadoristas de passeriformes (a maioria das espécies de pássaros) que têm registro ao IBAMA para criação dos pássaros em residência.

Além disso, outro objetivo da fiscalização é repreender os criadores que estejam realizando movimentações suspeitas, como por exemplo, pedidos de anilha – material utilizado para marcação de filhotes de aves – de forma incorreta.

A pessoa presa foi conduzida para a DEPOL pelo crime de portar pássaros com sinais identificadores (anilhas) adulterados e falsificados. Já as multas aplicadas pela Polícia chegam aos R$ 12 mil. Uma das pessoas foi multada no valor de R$ 11 mil e a outra no valor de R$ 1.000.

Segundo o Sgt. Marum, da Polícia Ambiental, em contato com a nossa equipe de jornalismo, oito pássaros silvestres, de dois autores diferentes, foram apreendidos durante a operação. Um deles foi abordado com dois desses pássaros e teve apenas uma infração administrativa. Já o segundo, com seis pássaros, é suspeito do cometimento de crime ambiental.

Fiscalização Ambiental da Fauna

A fiscalização de ilícitos contra a fauna tem como objetivo a proteção das espécies nativas e exóticas, desde insetos e aves até grandes mamíferos, além das espécies consideradas domésticas. O Ibama fiscaliza empreendimentos e atividades que envolvem criação, venda e exposição de espécies da fauna, e também atua no combate à caça, à captura de espécimes na natureza e aos maus tratos de animais. O tráfico de fauna é combatido muitas vezes em cooperação com organismos internacionais, assim como a prevenção da introdução de espécies exóticas no ambiente natural.

A captura ilegal de espécimes na natureza, sua venda e guarda como animais de criação constituem ilícitos contra a fauna silvestre do país que, em conjunto com a caça de espécies nativas, contribuem para a diminuição de populações e a extinção de espécies.

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade