Evento na Estação celebra samba e artistas viçosenses
7 de dezembro de 2023

Em celebração ao Dia Nacional do Samba, comemorado em 02 de dezembro, a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes da Prefeitura de Viçosa realizou no último domingo, 03, um evento protagonizado por um dos gêneros musicais mais populares da cidade. Intitulado “Samba in Memoriam: Uma festa para celebrar a vida”, a programação atraiu quase duas mil pessoas ao Corredor Cultural da Estação Hervé Cordovil para apreciar os shows e homenagear artistas locais.

Os integrantes do grupo Social do Samba iniciaram as apresentações com um clima muito alegre e descontraído, abrindo o show com “Meu Jeito Moleque de Ser”, da banda Jeito Moleque. Com interpretações de artistas diversos, de Exaltasamba a Molejo, ninguém ficou parado no Corredor Cultural, sambando até debaixo da breve garoa que veio para refrescar o público. No fim de tarde, Bia Dias, com sua filha Dandara no colo, subiu ao palco para uma pequena (mas potente) participação, cantando “Você Me Vira a Cabeça”, de Alcione, junto dos membros do Social do Samba.

Encerrado o show, o secretário de Cultura, Thomas Medeiros, e Gilson do Banjo conduziram o momento de homenagens a artistas viçosenses do samba que faleceram recentemente e deixaram seu legado na cultura da cidade. Rita de Cássia da Silva recebeu a placa em homenagem ao pai, Jorge da Silva (Biriba). Alisson dos Santos representou o sobrinho, Paulo Sérgio dos Santos Ferreira (Neném). Antônio Arnaldo Valentino Cruz (Pelé) foi representado pela filha, Raquel dos Santos Cruz, e Marcelo Valentino Cruz (Bará), pela esposa Silvane Amaral Cruz. Por fim, Ana Luiza Dias Carvalho recebeu a homenagem ao pai, Valdecir Carvalho da Silva (Nego).

 A programação musical retornou com a apresentação dos integrantes do Nossa Ousadia, que transmitiram sua emoção ao homenagear os ex-membros do grupo, ressaltando suas condolências e as motivações para seguirem no caminho do samba. Com sua arte, continuaram acalorando o Corredor Cultural na celebração da vida e da cultura popular.

Fechando a noite, subiram ao palco Gilson do Banjo, Ciro Curtição, Raquel Cenéias, Brassamba e Hamilton Amantino, que fizeram brilhantes apresentações, cantando clássicos da música brasileira. O repertório foi recheado e grandioso, com direito a centenas de pessoas entoando, em coro, a letra de “Não Deixe o Samba Morrer”, de Alcione. Próximo ao final do show, o cantor do Grupo Sobrenatural, Vitinho Fonseca, também fez sua participação, interpretando Mumuzinho e Exaltasamba.

por Secretaria de Cultura da Prefeitura

publicidade

publicidade

publicidade