UFV é homenageada pela Sociedade Brasileira de Fruticultura
7 de dezembro de 2023

Professores do Departamento de Agronomia (DAA) repassaram ao reitor Demetrius David da Silva e à vice-reitora Rejane Nascentes uma placa concedida, em 2022, pela Sociedade Brasileira de Fruticultura em reconhecimento às contribuições da instituição no ensino e na pesquisa na área. Em função da pandemia, a placa só foi entregue à Universidade este ano, durante o 28º Congresso Brasileiro de Fruticultura, realizado, em novembro, na cidade de Pelotas (RS). A homenagem foi recebida pelos professores do DAA Jackson Souza, Mateus Gonzatto, Carlos Eduardo Magalhães e Maristela Watthier (na foto abaixo, da esquerda para a direita, ladeando o reitor e a vice-reitora), que estiveram na reitoria para o repasse da placa.

Foto: UFV

De acordo com o professor Carlos Eduardo Magalhães, a UFV desempenha um papel crucial no desenvolvimento da fruticultura brasileira, por meio de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, com longa tradição e experiência no campo das Ciências Agrárias. Isso pode ser observado pela “oferta de cursos de graduação e pós-graduação em Agronomia e áreas correlatas, proporcionando aos estudantes uma formação sólida e especializada, resultando na formação de profissionais capacitados a enfrentar os desafios do setor”.

Carlos Eduardo acrescenta que a Universidade também estabelece parcerias com o setor produtivo, incluindo empresas, órgãos governamentais e produtores, o que permite a aplicação prática dos conhecimentos gerados pela pesquisa acadêmica. Concomitantemente, impulsiona a eficiência e competitividade da fruticultura brasileira, desempenhando um papel importante na transferência de tecnologia para produtores rurais.

Além de abrigar centros de pesquisa e laboratórios dedicados especificamente ao estudo da fruticultura, o professor lembra ainda que a UFV desenvolve “pesquisas inovadoras, promovendo avanços tecnológicos e científicos que beneficiam a produção de frutas no Brasil. Dentre eles, estão os programas de melhoramento genético, que contribuem para o desenvolvimento de cultivares de frutas adaptadas às condições brasileiras, com características desejáveis, como resistência a pragas, maior produtividade e melhor qualidade”.

Divulgação Institucional da UFV

publicidade

publicidade

publicidade