PRF resgata centenas de filhotes de tartaruga em condições precárias em Muriaé
29 de fevereiro de 2024

Os animais estavam em condições precárias dentro de caixas fechadas de papelão encontradas sobre o banco traseiro de um carro. Um casal foi preso em flagrante por crime ambiental.

Na noite desta terça-feira (27), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou um resgate impressionante na BR-116, próximo à Unidade Operacional em Muriaé. Durante uma fiscalização de rotina, um casal foi flagrado transportando 746 filhotes de tartaruga da espécie tigre d’água em condições precárias, resultando na prisão em flagrante por crime ambiental.

De acordo com informações da PRF, os agentes abordaram uma Chevrolet/Spin após observarem uma manobra suspeita do motorista ao avistar a fiscalização policial. Ao revistar o veículo, os policiais encontraram os animais dentro de caixas de papelão no banco traseiro, alguns já sem vida.

O condutor, de 51 anos, alegou à PRF que havia adquirido as tartarugas em um posto de gasolina em uma cidade próxima a Muriaé, porém não conseguiu fornecer informações sobre o destino do transporte. Intrigantemente, o homem já tinha sido detido por crime ambiental no ano anterior. Já a passageira, de 35 anos, afirmou desconhecer a presença dos animais no veículo.

Diante da situação, foi acionada a Polícia Civil de Muriaé e lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental contra a fauna silvestre e maus-tratos aos animais. Os filhotes de tartaruga ficarão sob cuidados da Polícia Militar do Meio Ambiente, conforme informou a PRF.

O resgate dos filhotes de tartaruga evidencia a importância da fiscalização e da atuação integrada das forças policiais na proteção da fauna silvestre e na prevenção de crimes ambientais. O caso destaca a necessidade de conscientização sobre a preservação da biodiversidade e o respeito aos direitos dos animais.

Informações e imagens da Rádio Muriaé

publicidade

publicidade

publicidade