Viçosa: empresas de cosméticos são condenadas a pagar R$10 mil por expor e humilhar gerente
4 de julho de 2024

Duas empresas de fabricação de cosméticos, do mesmo grupo econômico, foram condenadas, pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Ponte Nova, a pagar uma indenização de R$10 mil a uma funcionária que atuava em Viçosa. A condenação se deve pelo fato da empresa expor, em reuniões trimestrais, os resultados dos funcionários de forma vexatória e abusiva.

De acordo com a vítima, ao final de todo trimestre, a empresa expunha os resultados de seus funcionários, utilizando a cor vermelha para quem não batesse as metas estabelecidas no início. Além do mais, ela salienta que quando os objetivos não eram atingidos, eles era humilhados, sendo obrigados até a usar fantasias. Testemunhas confirmaram a veracidade da informação.

A defesa das empresas confirmou que os resultados são expostos para todos os funcionários ao final de cada trimestre, porém negou que existia tratamento vexatório ou situações que colocavam em jogo a dignidade de qualquer trabalhador. Apesar disso, os desembargadores da Sexta Turma do TRT-MG, em sessão ordinária, negaram provimento ao recurso nesse aspecto, sem divergência.

Informações: Jornal Folha da Mata