Educação, UFV
Estudante do Coluni está entre os representantes do Brasil na Olimpíada Ibero-americana de Biologia
8 de julho de 2024

O CAp-Coluni será representado na XVII Olimpíada Ibero-americana de Biologia (OIAB), que acontecerá em Cuba, no mês de setembro, com a presença de 15 países. Entre os quatro estudantes selecionados para representar o Brasil está Pedro Perry Resende, do 3º ano do ensino médio. Sua participação se deve à classificação na Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB), realizada, este ano, pelo Instituto Butantã, que recebeu 164 mil inscritos.

Os 16 melhores classificados na competição participaram de uma seletiva internacional, na sede do Instituto, em São Paulo, onde também receberam a premiação pelo resultado (foto). Ali, depois de aulas com professores e pesquisadores do Butantã, os estudantes foram avaliados por uma comissão julgadora. Os quatro melhores colocados representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Biologia (IBO), que acontece no Cazaquistão, de 7 a 14 de julho, para a qual Pedro Perry Resende ficou como primeiro suplente. Já os estudantes classificados da 5ª a 8ª posição participarão da OIAB. Pedro, que ficou em quinto lugar, será o único representante de escola pública.

Estudante do Coluni representa Viçosa internacionalmente.Imagem de Pedro Perry recebendo um certificado na sede do Instituto ButantanA imagem mostra dois homens em um palco durante um evento de premiação. À esquerda, um homem de terno escuro, camisa branca e gravata sorri enquanto segura uma sacola colorida. À direita, um jovem de óculos e cabelo curto veste uma camiseta cinza escuro com detalhes vermelhos e calça preta, segurando um certificado. Eles estão lado a lado, com o braço do homem mais velho em volta do jovem. Ao fundo, um painel com a logomarca do evento e uma parede com o logo do Instituto Federal. No canto inferior esquerdo do painel de fundo, está escrito: "Perry Resende, Colégio de Aplicação da UFV-COLUNI, Viçosa - MG".
Pedro Perry Resende na seletiva internacional, na sede do Instituto Butantan, em São Paulo.

Com 17 anos, o estudante do CAp-Coluni é viçosense e já recebeu medalhas em outras olimpíadas. Ano passado, por exemplo, foi medalhista da Olimpíada Brasileira de Química (OBQ). Ele também integra o grupo de alunos do Coluni que conquistaram medalhas e certificados concedidos pela Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, por terem detectado asteroides em 2022 e 2023.

A expectativa de Pedro, claro, é representar bem o Brasil e obter uma medalha. Mas, independentemente do resultado, seu desejo não muda: estudar Matemática Aplicada. A participação em olimpíadas científicas, segundo ele, tem ajudado muito na sua formação, por possibilitar um aprofundamento dos estudos de maneira instigante. Pedro ressalta nesses estudos a colaboração de colegas e professores do Coluni. Para a OBB, por exemplo, ele destaca o apoio da professora de Biologia Jildete Karla dos Santos, que o inscreveu na competição.

Divulgação institucional UFV