saúde
Hospitais de Viçosa a alguns passos da intervenção
10 de julho de 2024

Comissão vai escolher a empresa que vai gerir os hospitais. A empresa chancelada pelo MPMG deve ficar a frente dos hospitais por 24 meses.

Os hospitais São João Batista (HSJB) e São Sebastião (HSS) estão a poucos passos de sofrerem uma intervenção, segundo informações do secretário de saúde de Viçosa, Rainério Fontes. Após uma reunião realizada na última sexta-feira, 5 de julho, em Belo Horizonte, foi decidido que os hospitais estão, neste primeiro momento, sob a responsabilidade de uma comissão especial.

A comissão é composta pela Prefeitura de Viçosa, representada pelo secretário de saúde Rainério Fontes, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), representada pelo pró-reitor Bruno David Henriques, e do Conselho de Secretarias Municipais de Minas Gerais (Cosems-MG), representado pelo secretário de saúde de Rio Doce, Rodrigo Leite. Além disso, o estado de Minas Gerais e o Conselho Municipal de Saúde participam como ouvintes.

De acordo com o secretário Rainério Fontes, a comissão tem um prazo de dez dias para nomear seus integrantes. Após essa etapa, a comissão deverá selecionar uma empresa para assumir a gestão dos hospitais. A empresa escolhida terá a responsabilidade de administrar os hospitais por um período de 24 meses, garantindo a continuidade dos serviços à comunidade, elaborando planos para a melhoria dos serviços prestados e apresentando relatórios periódicos.

A empresa selecionada para gerir os hospitais deverá ser aprovada pelo Ministério Público de Minas Gerais. Após a aprovação, a empresa terá um prazo de 20 dias para iniciar os trabalhos nos hospitais.

A situação crítica dos hospitais HSJB e HSS reflete a necessidade urgente de uma intervenção eficaz para evitar a interdição e assegurar a continuidade dos serviços de saúde essenciais à população de Viçosa e região. A atuação da comissão e da futura empresa gestora será determinante para superar os desafios e promover melhorias significativas no atendimento hospitalar.