fbpx
Cidadania

ACONTECEU ETAPA ESTADUAL DO PARLAMENTO JOVEM 2018

Os vereadores Helder Evangelista (Cherinho), Vice-Presidente da Casa Legislativa, Edenilson José Oliveira, Secretário da Mesa Diretora e Paulo
Sérgio da Silva (Toti), compareceram à Plenária Estadual da 15ª Edição do Projeto Parlamento Jovem (PJ) de Minas Gerais, que aconteceu na sexta-feira (21), em Belo Horizonte. O aluno Cristóvão Borba, do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (COLUNI-UFV), foi eleito Relator do Subtema 3: Violência e assédio sexual, e compôs a mesa dos trabalhos.

Delegacias móveis especializadas em violência contra a mulher para os municípios que não dispõem desse órgão; implantação no Estado do “Código Lilás” no protocolo de atendimento a vítimas de violência contra a mulher; criação de rede de abrigos para mulheres vítimas de violência e seus dependentes; Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/15, que assegura a participação de, pelo menos, uma mulher na composição
da Mesa da Assembleia; e a criação do programa “Parada Segura”, que permite o desembarque de mulheres em locais fora do ponto do ônibus; foram as propostas de maior destaque dentre as 12 que compõem o documento final do encontro, entregue à Gerente-geral da Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Ruth Schmitz, que as encaminhará para a Comissão de Participação Popular.

Para o Vice-Presidente, Vereador Helder, “projetos como esse são muito importante para o fortalecimento das questões ligadas a cidadania e democracia em nossos jovens, pois o futuro de nosso País passará pelas mãos deles”. Jovens de 81 municípios, inseridos nos 16 polos regionais, participaram do PJ Minas, que abordou este ano o tema “Violência contra a Mulher”. Em Viçosa, participaram o COLUNI, a Escola Estadual Alice Loureiro, a Escola Estadual Doutor Raimundo Alves Torres (ESEDRAT), a Escola Estadual José Lourenço de Freitas e a Escola Estadual Raul de Leoni. Para a edição 2019 do Parlamento Jovem, o tema escolhido pelos estudantes foi “Preconceito Racial”.

Fonte: Câmara Municipal de Viçosa.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo