fbpx
CidadaniaCidadeSaúde & Bem Estar

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE SITUAÇÃO DAS DOULAS EM VIÇOSA

A Câmara Municipal recebeu na noite da quinta-feira (23) Audiência Pública para discussões a respeito do acompanhamento de Doula às parturientes no município de Viçosa. A sessão foi solicitada pela Vereadora Brenda Santunioni (Progressistas), por intermédio do Requerimento n° 008/2019.

A Audiência presidida pela Vereadora Brenda, foi um dos desdobramentos de sua luta em prol dos partos humanizados na cidade de Viçosa, e contou com a presença da Diretora do Hospital São Sebastião (HSS), Ildamara Gandra, da Psicóloga e Doula, Natália Brick Ribeiro, da Enfermeira e Obstetra, Marielly Nogueira e da Coordenadora de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, Sara Oliveira, na mesa dos trabalhos. Os Vereadores Sávio José (PT), Vice-Presidente da Casa e Edenilson Oliveira (MDB) também compareceram à reunião.

Segundo o site da Associação Nacional de Doulas (ANDO), a palavra Doula tem origem grega e dá nome à mulheres capacitadas, sem necessariamente possuir formação médica, para oferecer apoio continuado a outras mulheres (e aos seus companheiros e/ou outros familiares), proporcionando conforto físico, apoio emocional e suporte cognitivo antes, durante e após o nascimento de seus filhos.

De acordo com a vereadora a Audiência, que havia sido solicitada pelas representantes das Doulas de Viçosa no mês de março,  teve como fim buscar melhores condições para essas profissionais e gestantes no Município, bem como permitir a população maior conhecimento sobre a causa “apesar da importância das Doulas muitas pessoas ainda não tem conhecimento da causa, e esta Audiência é uma oportunidade para se inteirar melhor com um tema tão relevante”. Brenda ainda citou a importância da Lei n° 2743/2019, que institui às parturientes o direito de ser acompanhada por Doula durante o período de parto e pós parto na cidade de Viçosa, originada pelo Projeto de Lei n° 068/2018 de autoria da própria parlamentar e coautoria dos vereadores Edenilson José de Oliveira (MDB) e Wallace Calderano (PSC).

Com o objetivo de explicar a importância das Doulas aos presentes, Gabriela Regina Ferreira foi convidada pela Vereadora Brenda a fazer o uso da Tribuna pra retratar sua experiência com as profissionais. Para Gabriela, o acompanhamento foi fundamental em sua segunda gestação, permitindo-lhe maior controle físico e principalmente emocional no momento do parto “descobri o trabalho das Doulas pelo Facebook, e a partir disso pude aprender sobre o parto, as dores, atividades de apoio a gestante, facilitando bastante o parto normal, que era meu grande sonho”, disse.

A Psicóloga e Terapeuta Floral, Natália Brick chamou atenção para o caráter social da atividade, importante não só para a parturiente, mas para a criança “os agentes da área, médicos, enfermeiros e hospitais precisam ter essa consciência, porque não tem como mudar o mundo sem mudar a forma como as crianças estão chegando, e isso só é possível através de amor e acolhimento”, frisou. Coordenadora de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, Sara Oliveira reforçou a fala de Natália, prometendo compromisso do Poder Público com o assunto, ressaltando que essas práticas além do bem-estar social as mulheres ainda custam menos aos cofres das instituições “dou total apoio e tenho certeza que nossos profissionais também, conscientizando as gestantes para que entendam não só a importância da Doula mas de escolher a maneira que será feito o parto. O trabalho humanizado diminui os custos e principalmente os riscos que a gestante pode correr em uma cesárea”, disse.

A Enfermeira e Obstetra, Marielly Nogueira falou sobre o histórico dessas profissionais que sempre estiveram presentes na vida das mulheres “em filmes, novelas de época encontramos acompanhantes das gestantes, então é importante que possamos expandir, empoderando, criando um vínculo familiar, tirando dúvidas e dando suporte emocional e físico às parturientes”, concluiu.

Durante a Audiência o público presente se mostrou favorável a causa, com grande número de depoimentos de apoio a atividade das Doulas. Dentre os questionamentos apresentados, a Vereador Brenda citou como será feito o cadastro das profissionais no HSS, sendo respondida pela Diretora da Entidade, Ildamara Gandra que já existem profissionais cadastradas e aquelas que se interessarem devem ir até o Hospital munidas de documentos pessoais e Certificado, recebendo crachá que autoriza a entrada dela ao local para evitar contratempos posteriormente.

A Professora do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Lilian Fernandes indagou sobre como  será o atendimento das Doulas às mulheres que utilizam o Sistema Único de Saúde, ao que a Doula Natália Brick respondeu ser necessário que primeiramente essas profissionais sejam conhecidas, cheguem aos Programas de Saúde da Família (PSF’s), para que possa ser iniciado o trabalho voluntário ao tema, opinião complementada por Sara Oliveira que lembrou o papel da atenção primária em “apresentar as Doulas, o parto humanizado não só às gestantes, que claro devem ser nosso foco, como a toda sociedade, para que posteriormente o Município possa auxiliar nos valores”, concluiu.

Encaminhamentos

Ao final da Audiência foram definidos os seguintes encaminhamentos: levar informações sobre o trabalho das Doulas às escolas do Município; produção de material relacionado ao tema; criação de parceria com Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Viçosa; divulgação nas rádios do trabalho das Doulas; realização de cursos visando o conhecimento do trabalho realizado pelas Doulas para os profissionais de saúde que atendem às parturientes no Município e parceria com a Câmara Municipal de Viçosa para implementação dos trabalhos das Doulas.

Fonte: CMV.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo