CidadeDiversidadeEconomiaSaúde & Bem Estar

SITUAÇÃO DO HOSPITAL SÃO JOÃO BATISTA É DEBATIDA NA CÂMARA

O Vereador Antônio Elias Cardoso (PTB), Presidente da Casa Legislativa, falou sobre a situação do Hospital São João Batista (HSJB), que em meio à grave crise financeira enfrentada, recentemente teve o nome ligado à possíveis desvios de verba. O pronunciamento do parlamentar foi feito na reunião Ordinária da terça-feira (02) e ganhou apoio dos demais.

Antônio Elias citou denúncia recebida pela Casa em que um funcionário do hospital, buscando auxílio do Poder Legislativo, relatou a carência de materiais básicos, medicamentos, médicos, atendimentos de sobreaviso de cirurgia e ortopedia, além de atraso salarial, não pagamento do 13º salário referente ao ano passado e problemas no recebimento de férias pelos funcionários. Segundo o vereador,  o denunciante também afirmou que o possível desvio de recurso financeiro na gestão da folha de pagamento na casa dos R$ 500 mil divulgado pela imprensa local na semana passada pode superar o valor de R$ 1 milhão.

Ainda de acordo com o Presidente da Casa, visando sanar as dificuldades enfrentadas pela instituição e seus funcionários, foi realizada na segunda-feira (01) uma reunião na sede do Ministério Público de Contas do Estado de Minas Gerais, órgão ligado ao Tribunal de Contas, com a Diretora, Giovanna Bonfante (foto). Durante o encontro, que contou também com as presenças do Diretor Geral da Câmara, José Adilson Coelho e da Assessora de Comunicação, Mônica Bernardi, foi repassado ao Ministério um documento assinado por Antônio Elias relatando a situação pela qual passa o São João Batista, o qual vai ser encaminhado a um procurador do órgão que ficará a cargo das investigações.

Para o vereador o hospital carece urgentemente de intervenção pois por se tratar de uma entidade filantrópica possui diversas fontes de renda “sendo uma instituição de caridade o hospital recebe verbas provenientes do Município, do SUS e até emendas parlamentares, então precisamos saber os motivos de tantas dificuldades financeiras”, afirmou. O Vereador Edenilson Oliveira (MDB), Presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social elogiou a fala de Antônio Elias, ressaltando que a instituição não pode ser penalizada por erros cometidos por funcionários ou associados “se houver algum culpado que ele seja penalizado, que os órgãos competentes cumpram seu papel. Sabemos como é importante os dois hospitais da cidade estarem funcionando perfeitamente, pois muitas pessoas, principalmente carentes dependem deles”, disse.

Ao final de seu pronunciamento Antônio Elias se comprometeu a continuar buscando resolução para o problema “como Presidente da Câmara e alguém que sempre lutou pela saúde em nossa cidade, podem ter certeza que em breve teremos uma resposta, pois nossa população não pode ser penalizada como vem sendo”, concluiu.

Correspondência

Ainda na reunião Ordinária foi lida uma cópia do Ofício n° 108/2019 encaminhado pelo Hospital São João Batista ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais, sede Viçosa, em que é retratada a implantação do pronto atendimento de convênios e particulares na instituição e as justificativas para tal atitude. O documento também cita as dificuldades financeiras que o HSJB vêm enfrentando, afirmando no entanto que não se furtará de sua responsabilidade em atender da melhor maneira possível os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) nas diversas alas da entidade.

Fonte: Câmara Municipal de Viçosa.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar