fbpx
Cidadania

Divórcios aumentam 19,4% durante pandemia em MG

Isolamento e facilidade no processo, que se tornou virtual, podem ser motivos do crescimento.

“Quando você está 24 horas em casa com a pessoa a rotina te leva a, constantemente, ir pensando sobre as situações que você está vivenciando ali e, acho, que fica mais forte a maneira diferente de enxergar as coisas. Vai te sufocando o fato de você estar confinado numa situação que você já não quer estar mais”. Esse relato é de uma mulher, que não quer ser identificada e se separou durante a pandemia do novo coronavírus.

Mas a história dela não é um caso isolado. Os divórcios em Minas Gerais cresceram 19,4% de maio para junho, segundo o Colégio Notarial do Brasil Seção Minas Gerais. Na comparação com junho do ano passado, a alta foi de 13,5%. Os motivos podem estar relacionados ao aumento da convivência durante o isolamento e a facilidade do processo, que se tornou virtual com a pandemia.

Autorizado em 26 de maio deste ano, os divórcios consensuais e que não envolvam menores, podem ser feitos de forma virtual. O casal pode estar em ambientes separados, e tudo será feito por meio do celular, por videoconferência. A assinatura do documento é realizada por certificação digital e tudo estará concluído em 48 horas.

A psicóloga Gláucia Rezende Tavares explica que a vivência durante a quarentena reforça as diferenças e conflitos, e que o melhor caminho é sempre ouvir mais o outro. “Nós temos pouco exercício de considerar”.

A mulher que passou por essa experiência durante a pandemia afirma que, quando o casamento termina, ambos são responsáveis pelo fim.

“E quando a gente consegue assumir também as nossas responsabilidades, entender que, embora tenha chegado ao fim, a gente viveu situações que trouxeram amadurecimento, crescimento pessoal pra cada um, acho que isso traz mais leveza”.

Fonte: G1.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo