fbpx
Cultura

Secretário de Cultura de Viçosa fala sobre rematrícula do Centro Experimental de Artes

Além disso, ele também comentou sobre os eventos já programados em Viçosa.

Em entrevista ao Jornal da Montanhesa, o secretário de Cultura de Viçosa, Thomas Medeiros, falou sobre a rematrícula do Centro Experimental de Artes de Viçosa. As inscrições são gratuitas, já começaram e vão até o dia 28 de fevereiro. De acordo com o secretário, essa rematrícula ocorre todo ano com o intuito de rematricular quem já é aluno e para matricular quem quiser fazer parte do projeto.

Neste ano serão ofertadas cerca de 600 vagas em 12 modalidades artísticas: Artes Plásticas, Artes Circenses, Balé Clássico, Canto Coral, Contação de Histórias e Teatro Infantil, Danças Urbanas, Desenho Artístico, Jazz Dance, Produções Musicais Urbanas, Teatro Juvenil, Violão Clássico e Violão Popular. As vagas são oferecidas prioritariamente para alunos da rede pública de ensino, na faixa entre 7 e 17 anos de idade.

O Centro é um programa que já tem 27 anos funcionando sem interrupção. Atualmente, ele oferece 13 oficinas. Mesmo com a pandemia, as aulas continuaram com ensino remoto, mas cada professor teve autonomia de criar uma nova oficina de uma forma mais lúdica, mais simples.

Mas, segundo Thomas, com as última flexibilizações, algumas oficinas têm sido atendidas de forma semipresencial, como a dança, com um numero bem reduzido.

Manifestações artística durante a pandemia

De acordo com o atual secretário, quando a pandemia começou ele estava à frente do Departamento de Cultura, e, infelizmente, teve que cancelar todos os 15 eventos que já estavam programados para o decorrer do ano. Por conta da falta de fonte de renda para alguns artistas, foi desenvolvido um Plano Emergencial de Cultura, e diversas atividades foram realizadas de forma remota, como o “Pandemix”.

“Foi criada uma bolsa de 300 reais para cada artista, para que ele pudesse fazer sua arte. Foram cinco meses contemplando 50 artistas com esse valor mensalmente. Depois veio a lei Aldir Blanc, e com muito esforço conseguimos aprovar 144 projetos artísticos em 1 mês e meio com um montante de 470 mil reais distribuídos nesses 144 projetos.”, disse o secretário.

Ainda segundo Medeiros, eles darão sequência para esse plano emergencial enquanto houver a pandemia.

Eventos já programados

Quando perguntado sobre os eventos já programados para este ano, Thomas disse que já existe um projeto da cultura popular em andamento. De acordo com ele, a ideia é registrar, em vídeos, as experiências de grandes mestres culturais da cidade, normalmente com idade mais avançada, que possuem um enorme saber que está se perdendo. Ele ainda citou que outros deste tipo estão sendo programados.

“No mês que vem começamos com os mestres de congado, da folia. Vamos fazer também com os mestres da viola, os violeiros.”, completou. 

Além disso, ele também confirmou que farão um festival de música. Já na área de pintura e artes plásticas, em cada escola municipal já há um quadro de aproximadamente dois metros, pintada por artistas que receberam as bolsas. Para ele, é necessário pensar em toda a forma de arte, democratizando o acesso à todos os artistas da cidade.

E os moradores de periferia que querem ser artistas?

Em relação aos garotos e garotas da periferia que pintam, cantam e sonham em ser artistas, ele recomendou que procurem o Centro Experimental de Artes, que é onde esses possíveis artistas são acolhidos capacitados. Além disso, ele confirmou que as escolhas também são fundamentais.

“A gente fornece aulas para a rede pública de ensino. As escolas são o grande ponto inicial.”, afirmou Thomas.

Thomas Medeiros ainda ressaltou que, como ainda estamos na pandemia, a rematrícula será feita de forma online, através de um formulário que o pai vai preencher. Mas, se tiverem dificuldades com a internet, é possível entrar em contato pelo telefone: (31) 3891-6674. Ainda assim, se não conseguir, é possível agendar um horário presencialmente. Além disso, também se pode procurar a Secretaria de Cultura para qualquer dúvida.

“Estamos com as nossas redes sociais criadas e alimentadas. @secultvicosa no Instagram e no Facebook. Todas as informações estão lá.”, finalizou.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo