fbpx
EconomiaEducaçãoSaúde & Bem Estar

COES aprova protocolos para retomada de aulas, funcionamento de cinemas, clubes e outros

No entanto, essa aprovação não significa um retorno imediato dessas atividades, já que dependem da autorização da Prefeitura Municipal.

O Centro de Operações de Emergência em Saúde de Viçosa (COES) aprovou, nesta semana, os protocolos para a volta às aulas das escolas privadas, além das regras para a reabertura do cinema e para o funcionamento por completo de clubes. Agora, esses documentos serão avaliados pela Vigilância Sanitária.

No entanto, essa aprovação não significa um retorno imediato dessas atividades, já que dependem da autorização da Prefeitura Municipal. Isso porque, mesmo o Minas Consciente permitindo o funcionamento de algumas dessas atividades, elas foram proibidas por decretos municipais.

Segundo informações inicialmente divulgadas pelo Folha da Mata, a PMV deve publicar um novo decreto na próxima sexta-feira (30), após a atualização da situação da microrregião de Viçosa no Minas Consciente. 

Cinema

Imagem: Cinemark/Reprodução

De acordo com o protocolo apresentado pelo Cine Calçadão, será permitido a presença de 20 pessoas e um distanciamento linear de 3 m² entre os assentos enquanto a cidade estiver na Onda Vermelha do Minas Consciente. Já na Onda Amarela, será permitida a entrada de 50 pessoas e o distanciamento será diminuído para 1,5 m². Pessoas que moram na mesma residência poderão sentar juntas.

Além disso, será obrigatório o uso da máscara e necessária a checagem da temperatura do cliente. As poltronas serão higienizadas a cada intervalo com esterilizador ultravioleta e os porta-copos com álcool 70%.

Protocolo escolar

Imagem: Reprodução/TV TEM

Segundo informações, o protocolo de retorna às atividades presenciais na rede privada foi apresentado em um único documento e será adaptada por cada escola. Além disso, também foi aprovado o protocolo de retorno de parte das atividades da Univiçosa. A faculdade busca, ainda, autorização para a realização de atividades práticas de forma presencial.

Outro ponto citado no documento é de que os pais que desejarem manter os filhos em casa, continuarão tendo direito de receber os conteúdos ministrados em sala. Na forma presencial, a capacidade das turmas deverá ser reduzido em 50%.

Professores e funcionários serão obrigados a usar protetor facial, além de máscara e avental higienizável. Além disso, alunos com sintomas gripais não poderão frequentas as atividades presenciais.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo