fbpx
CidadeMinas GeraisPolíticaSegurançaUFV

Comitiva de Viçosa visita o comandante-geral da Polícia Militar, em Belo Horizonte

Na tarde de quarta-feira, dia 10, na cidade administrativa, na capital mineira, uma comitiva de Viçosa visitou o Comandante-Geral da Polícia Militar de Minas Gerais, Coronel Rodrigo Sousa Rodrigues. A comitiva foi formada pelo vice-prefeito, Luís José de Arruda Alves (Tilu), o presidente da câmara de vereadores, Edenilson Oliveira (PSD), a vereadora Vanja Honorina (PSD), presidente da Casa do Empresário, Julismar Marques, o secretário municipal de fazenda, Dionísio Martins, além dos juízes Elias Obeid e Júlio Andrade.

Foram tratados assuntos de interesse da sociedade viçosense, especialmente sobre a importância da elevação da Companhia Independente para Batalhão de Polícia Militar, tendo em vista a importância de nossa cidade no contexto da educação, vez que é sede de uma universidade federal e algumas particulares.

Destacou-se que a criação do BPM aumentará a sensação de segurança, sendo que a PM poderá prestar, de maneira mais eficaz, serviços à comunidade viçosense, sendo que, na cidade, há pouco tempo,  houve a implantação da Delegacia Regional de Polícia Civil.

Os viçosenses ressaltaram que tal criação não acarretará despesas para a corporação porque a infraestrutura já foi construída, com a ajuda do poder executivo municipal e dos empresários. Salientaram, ainda, estarem cientes de que, com a crise, fica muito difícil o aumento imediato do efetivo.

O vice-prefeito, Luís José de Arruda Alves, garantiu ao Comandante que o município continuará a prestar auxílio financeiro e material para que a polícia possa continuar a prestar o serviço de maneira eficaz.

Foi destacado, ainda, o apoio prestado pela Universidade Federal de Viçosa em várias ocasiões, como, por exemplo, a cessão do aeroporto para pouso de aeronaves.

A presidente da 91ª Subseção da OAB e vereadora, Vanja Honória Aguiar Albino, destacou que Viçosa é a única cidade sede de universidade federal que não possui um batalhão.

Ao final, o Coronel Rodrigou comprometeu-se a reativar os estudos para avaliar a viabilidade da implantação do BPM, reconhecendo a importância de Viçosa, mas destacando as dificuldades orçamentárias e de pessoal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo